The Crown: saiba como a morte da Rainha Elizabeth II afetou a 6ª temporada

Primeira parte da 6ª e última temporada chega ao streaming em novembro

“The Crown”: Final da 6ª temporada foi afetado pela morte da Rainha Elizabeth

Neste mês de novembro, fãs de “The Crown” se preparam para o começo da despedida da série, que estreia com a Parte 1 de sua 6ª e última temporada. Por aqui, a obra irá finalmente lidar com um dos capítulos mais comentados da história britânica: a morte da Princesa Diana (Elizabeth Debicki), que aconteceu em 1997 e é até hoje um dos momentos mais polêmicos da monarquia. 

No entanto, em meio a produção deste último ano de “The Crown”, a série se viu com outro desafio: a morte da Rainha Elizabeth na vida real, que aconteceu quando os roteiros estavam sendo escritos. Desde então, muitos passaram a se perguntar como isso iria afetar a popular obra da Netflix, e agora nós finalmente temos a resposta!

Abaixo, você pode conferir o que podemos esperar da 6ª temporada de “The Crown”, junto com as mudanças que tiveram de ser feitas devido ao falecimento da Rainha. Não perca!

The Crown
Reprodução The Movie Database

LEIA MAIS:

Medo horripilante: filme de terror promete fazer sua pele arrepiar!

Amor que dura para sempre: filme romântico na Netflix marcará o seu coração!

Recapitulação: O que podemos esperar da 6ª temporada de “The Crown”?

A 6ª temporada de “The Crown” é esperada para continuidade aos eventos da temporada anterior. Em recapitulação, no desfecho da 5ª temporada, acompanhamos o colapso do casamento da Princesa Diana (Elizabeth Debicki) com o Príncipe Charles (Dominic West), além do annus horribilis da Rainha (Imelda Staunton), marcado pelo fim de vários casamentos de seus filhos e por um incêndio no Castelo de Windsor

Nessa época, a Princesa Diana gradativamente tornou-se mais independente em sua vida pública, notabilizando-se por suas famosas entrevistas, e também por seu relacionamento com Dodi Fayed (Khalid Abdalla). Com isso, a quinta temporada termina com Diana e os meninos a caminho de férias no Mediterrâneo, uma viagem que aconteceu em julho de 1997, apenas um mês antes de Dodi e Diana morrerem no infame acidente de carro em Paris.

Agora, na 6ª temporada, seremos levados dos últimos dias de Diana, no final da década de 1990, assim a metade dos anos 2000, onde a série deve cobrir o falecimento da Princesa Margaret, o relacionamento do Príncipe Charles com Camila (Olivia Williams), assim como o primeiro encontro do Príncipe William (Ed McVey) com Kate e a relação do jovem e seu irmão, o Príncipe Harry (Luther Ford), como adolescentes da monarquia lidando com suas responsabilidades e a morte da mãe. 

Entre o elenco, fãs podem esperar a participação Imelda Staunton como a Rainha Elizabeth II, Jonathan Pryce como o Rei Philip, Lesley Manville como a Princesa Margaret, Dominic West como o Príncipe Charles, Elizabeth Debicki como a Princesa Diana, assim como Olivia Williams como Camila e Khalid Abdalla como Dodi Fayed. 

The Crown
Reprodução The Movie Database

Morte da Rainha Elizabeth alterou o final da 6ª temporada de “The Crown”

Partindo para o que interessa, como muitos podem saber, a 6ª temporada de “The Crown” já estava em produção quando o falecimento da Rainha Elizabeth II, que aconteceu em 8 de setembro, foi anunciado. As filmagens da série foram interrompidas na semana seguinte, pausando novamente para o funeral da rainha em 19 de setembro, e continuadas normalmente até seu encerramento em abril de 2023. 

E é neste momento onde os trabalhos para alterar o fim de “The Crown” tiveram início, como revela Peter Morgan, o criador da série, em recente entrevista à Variety. Segundo Morgan, a escrita da 6ª temporada estava essencialmente encerrada no momento de falecimento da Rainha, mas sua morte exigiu que ele voltasse a sala de roteiristas para alterar o final da obra. 

Todos nós tínhamos passado pela experiência do funeral“, afirma Morgan, que inicialmente iria encerrar a trama de “The Crown” em 2005. “Então, devido à profundidade com que todos teriam sentido isso, tive que tentar encontrar uma maneira de lidar com a morte da personagem no episódio final, mesmo que ela ainda não tivesse morrido.”

Morgan revelou à Variety que, quando estava desenvolvendo a série, houve discussões para encerrar a produção com a morte da Rainha Elizabeth II, mas a monarca acabou vivendo durante as cinco temporadas da série. Com isso, ele sentiu que 2005 foi o momento certo para encerrar a obra.

Foi o limite para mantê-lo histórico, não jornalístico”, afirmou Peter Morgan. “Acho que ao parar quase 20 anos antes dos dias atuais, é digno.”

Confira o trailer da 6ª temporada de “The Crown”, um dos sucessos da Netflix

A 6ª temporada de “The Crown” será dividida em duas partes: a Parte 1, com 4 episódios, chega à Netflix em 16 de novembro, enquanto a Parte 2, com 6 episódios, chega à Netflix em 14 de dezembro

Comentários do Facebook