The Last of Us: como a série mostra a fraqueza de Joel de forma diferente do que o jogo

Entenda em detalhes como a fraqueza de Joel é demonstrada na série de The Last of Us

Craig Mazin e Neil Druckmann, showrunners de The Last of Us, explicam os momentos de ataque de pânico de Joel e como o grande desenvolvimento difere da abordagem nos jogos da Naughty Dog

The Last of Us, da HBO, segue Joel (Pedro Pascal) enquanto ele tenta transportar Ellie (Bella Ramsey), uma jovem imune, através de uma versão pós-apocalíptica dos Estados Unidos. 

No episódio 6, “Kin”, depois de sobreviver a vários ataques humanos e infectados em episódios anteriores, Joel aperta o peito e fica brevemente incapacitado por ataques de pânico.

Veja abaixo sobre como a série mostra a fraqueza de Joel na série!

A fraqueza de Joel em The Last of Us do HBO

No episódio mais recente do Podcast The Last of Us, da HBO, Mazin e Druckman abordam por que Joel está sofrendo com essa nova condição e como essa escolha pelo personagem difere da forma como ele era retratado nos videogames.

Mazin investiga por que Joel está se sentindo particularmente vulnerável no episódio 6 de The Last of Us, que se resume a seus medos de não ser capaz de proteger Ellie adequadamente. 

Neil Druckmann oferece mais informações sobre como o show é capaz de capturar essa ansiedade e medo de forma mais eficaz do que nos jogos, com close-ups da câmera tomando o lugar do diálogo. Confira os comentários completos de Mazin e Druckmann abaixo:

Craig Mazin: “O que está acontecendo é que Joel está tendo um ataque de pânico e não sabe por quê. É o seu corpo dizendo que você corre um perigo terrível, mas você não entende o porquê. Muito do que trata este episódio é Joel chegando a um acordo com o quão apavorado ele está de que ela vai morrer e vai ser culpa dele. 

Se você estiver prestando atenção, o que verá é que, quantas vezes Joel a ajudou, ele falhou com ela. E essas são as coisas em que ele habita. Como muitos de nós, se você tem um trauma central como Joel, as coisas que você faz bem são desconsideradas, mas você aumentará seus fracassos e tragédias até que eles ameacem subjugá-lo.

Neil Druckmann: “Ele está convencido de que o melhor para Ellie é deixá-la ir, mas é para se proteger. No jogo, a câmera está bem atrás. Você gira em torno do personagem, não há como ver o que está acontecendo nos rostos, então muito disso tem que ser transmitido com o diálogo. 

Acabamos de deixar Joel distante, como se o relacionamento deles tivesse retrocedido. Aqui, podemos ter momentos íntimos com a câmera bem ali na cara, podemos mostrar isso de formas sutis. A reação de Ellie é quando você olha para seus pais que o protegeram para sempre, você não quer aceitar que eles tenham qualquer tipo de fraqueza.”

The Last of Us recebe um novo episódio todos os domingos às 23h00 no HBO e HBO Max.