REMOVIDOS da NETFLIX abril de 2023: 88 Filmes e Séries dão ADEUS!

Aproveite enquanto pode: grandes filmes e séries deixam a plataforma em breve

O mês de abril se aproxima e, como sempre, a Netflix atualiza seu catálogo removendo diversos filmes e séries. Neste mês, alguns sucessos de bilheteria e crítica também dirão adeus ao público brasileiro. Ao todo, 88 títulos serão removidos da Netflix em abril de 2023, mas essa lista pode ser atualizada a qualquer momento, com novas remoções ou renovações de contrato, estendendo o prazo de disponibilidade de determinado título na plataforma de streaming.

Leia mais:

Removidos da Netflix em maio: veja filmes e séries que deixam o catálogo

A Relação Conturbada entre Julia Roberts e Nick Nolte em Adoro Problemas (1994)

MELHORES DORAMAS para maratonar na NETFLIX

Por que a Netflix remove títulos do catálogo?

A Netflix remove títulos do catálogo devido a questões relacionadas aos direitos de licenciamento e distribuição dos conteúdos. Quando a plataforma adquire um filme ou série, ela assina contratos temporários com os detentores dos direitos autorais, que estabelecem um período específico de disponibilidade do título na plataforma.

Esses contratos podem variar de alguns meses a alguns anos, dependendo das negociações. Quando o contrato de licenciamento de um título expira, a Netflix deve decidir se renova o acordo ou não. A decisão é geralmente baseada na popularidade do conteúdo, nos custos de renovação e na estratégia de programação da empresa.

Ademais, a Netflix investe cada vez mais em conteúdo original, buscando se tornar menos dependente de acordos de licenciamento com terceiros. Isso também contribui para a remoção de alguns títulos do catálogo, à medida que a plataforma direciona seus recursos para a produção e aquisição de obras exclusivas.

Dessa forma, a remoção de títulos do catálogo da Netflix é um processo natural e contínuo, que ocorre em função das questões contratuais e estratégicas da empresa no mercado de streaming.

Destaques entre os REMOVIDOS da NETFLIX em abril de 2023:

Confira a seguir 6 destaques que deixarão a plataforma e a lista completa dos títulos que serão REMOVIDOS da NETFLIX em abril de 2023.

1. “Como Treinar o Seu Dragão” (2010):

O primeiro destaque é a animação – Como Treinar o Seu Dragão. Trata-se de um filme de animação lançado em 2010, produzido pela DreamWorks Animation e dirigido por Chris Sanders e Dean DeBlois. Baseado no livro infantil homônimo de Cressida Cowell, o filme se passa em um mundo fictício habitado por vikings e dragões, contando a história do jovem Soluço, filho do chefe da aldeia Stoico, o Imenso, e de seu encontro e amizade com um dragão chamado Banguela.

Soluço, dublado na versão original em inglês por Jay Baruchel, é um adolescente franzino e pouco habilidoso, que busca desesperadamente provar seu valor ao pai e aos outros vikings da aldeia. Em uma das tentativas, ele acaba capturando Banguela, um raro e temido dragão da espécie “Fúria da Noite”. No entanto, ao invés de matar a criatura, Soluço decide libertá-la e, com o tempo, os dois desenvolvem uma amizade improvável.

Enquanto treina Banguela, Soluço aprende muito sobre os dragões e descobre que a relação entre os humanos e estas criaturas pode ser diferente do que a aldeia sempre acreditou. Ao longo da história, Soluço e Banguela enfrentam diversos desafios e precisam convencer os demais vikings de que é possível coexistir pacificamente com os dragões, mudando a mentalidade e a tradição de seu povo.

Como Treinar o Seu Dragão” é uma animação que encanta públicos de todas as idades, trazendo uma mensagem importante sobre amizade, aceitação das diferenças e a capacidade de superar preconceitos. O filme conta com um elenco de vozes de peso, incluindo Gerard Butler como Stoico, o Imenso, e America Ferrera como Astrid, interesse amoroso de Soluço e uma guerreira talentosa.

A animação possui um estilo visual impressionante, com design de personagens e cenários cativantes, e sequências de voo emocionantes que envolvem o público. A trilha sonora, composta por John Powell, também é um dos destaques do filme, contribuindo para criar a atmosfera envolvente e emocionante da história.

O sucesso de “Como Treinar o Seu Dragão” gerou duas sequências – “Como Treinar o Seu Dragão 2″ (2014) e “Como Treinar o Seu Dragão 3: O Mundo Escondido” (2019) – além de diversas séries animadas para a televisão e produtos derivados. A franquia se tornou um fenômeno mundial, sendo aclamada por crítica e público, e continua a conquistar novos fãs com sua história emocionante e personagens carismáticos.

Lembre-se: você tem somente até o dia 31/3 para assistir, pois o filme sai da Netflix no dia 1/4.

2. “Shrek” (2001) e “Shrek 2” (2004):

“Shrek” (2001) e “Shrek 2” (2004) são filmes de animação produzidos pela DreamWorks Animation e dirigidos por Andrew Adamson e Vicky Jenson (no primeiro filme) e por Andrew Adamson, Kelly Asbury e Conrad Vernon (no segundo filme). Ambos os filmes foram extremamente bem-sucedidos, tanto em bilheteria quanto em crítica, e consolidaram a franquia “Shrek” como uma das mais populares e icônicas do mundo da animação.

Shrek (2001)

“Shrek” (2001) conta a história de um ogro solitário e rabugento chamado Shrek, dublado na versão original em inglês por Mike Myers. Sua vida pacata e tranquila no pântano é interrompida quando várias criaturas dos contos de fadas são exiladas para sua casa pelo vilão Lorde Farquaad, interpretado por John Lithgow. Para recuperar seu território, Shrek faz um acordo com Farquaad e se compromete a resgatar a princesa Fiona, dublada por Cameron Diaz, de uma torre vigiada por um dragão. Ao longo de sua jornada, Shrek ganha a amizade de um burro falante chamado Burro, interpretado por Eddie Murphy.

O primeiro filme é uma paródia bem-humorada dos contos de fadas tradicionais e subverte as expectativas do público ao apresentar personagens icônicos de forma irreverente. Além disso, aborda temas como a importância de não julgar as pessoas pela aparência e a aceitação das diferenças. O filme foi um grande sucesso, tanto que ganhou o primeiro Oscar de Melhor Filme de Animação em 2002.

Shrek 2 (2004)

“Shrek 2” (2004) continua a história do primeiro filme, com Shrek e Fiona casados e enfrentando novos desafios, como a aceitação por parte dos pais de Fiona, o Rei Harold e a Rainha Lillian, dublados por John Cleese e Julie Andrews, respectivamente. Durante a visita ao reino dos pais de Fiona, Shrek se sente inadequado e inseguro, o que o leva a buscar ajuda do “Fada Madrinha”, interpretada por Jennifer Saunders. O filme também apresenta o personagem Gato de Botas, dublado por Antonio Banderas, que começa como um antagonista, mas eventualmente se torna um aliado e amigo de Shrek e Burro.

“Shrek 2” mantém o humor irreverente e a paródia dos contos de fadas do primeiro filme, e explora ainda mais a vida e a relação de Shrek e Fiona. O filme foi bem recebido pelo público e pela crítica e superou o sucesso do primeiro filme em termos de bilheteria.

Ambos os filmes são marcados por uma animação de alta qualidade, diálogos inteligentes, humor sarcástico e personagens carismáticos. A franquia “Shrek” se tornou um marco na história da animação e influenciou uma série de outras produções animadas. Além de “Shrek” e “Shrek 2”, a franquia teve mais duas sequências, “Shrek Terceiro” (2007) e “Shrek para Sempre” (2010), além de spin-offs, como “O Gato de Botas” (2011), e várias curtas-metragens e especiais de televisão.

Os filmes “Shrek” e “Shrek 2” também são notáveis por suas trilhas sonoras ecléticas, que incluem músicas populares de artistas conhecidos, bem como canções originais criadas especialmente para os filmes. Entre as músicas mais icônicas da franquia estão “All Star” do Smash Mouth, “Hallelujah” de Leonard Cohen, na versão de Rufus Wainwright, e “I Need a Hero” de Bonnie Tyler, na versão de Jennifer Saunders.

Em resumo, “Shrek” e “Shrek 2” são filmes de animação que deixaram um legado importante na indústria do entretenimento. Eles não apenas revitalizaram o gênero de animação, mas também apresentaram uma abordagem inovadora e bem-humorada aos contos de fadas tradicionais. Com personagens memoráveis, histórias envolventes e lições valiosas, esses filmes continuam a encantar e entreter gerações de espectadores.

Infelizmente, todos os filmes do Shrek vão ser removidos do catálogo da Netflix, sendo que o 1 e 2 saem no dia 1/4. Entretanto, você terá um tempo a mais para assistir Shrek Terceiro (2007) e Shrek para Sempre (2010), estes com previsão de remoção do catálogo da Netflix no dia 11/4/2023.

3. “Kung Fu Panda” (2008) e “Kung Fu Panda 2” (2011):

Kung Fu Panda” (2008) e “Kung Fu Panda 2″ (2011) são filmes de animação produzidos pela DreamWorks Animation e dirigidos, respectivamente, por Mark Osborne e John Stevenson, e Jennifer Yuh Nelson. Os filmes contam a história de Po, um panda desajeitado e sonhador que se torna um herói inesperado no mundo das artes marciais.

Kung Fu Panda (2008)

No primeiro filme, “Kung Fu Panda” (2008), Po, dublado na versão original em inglês por Jack Black, trabalha no restaurante de macarrão de seu pai adotivo, um ganso chamado Sr. Ping, mas sonha em se tornar um mestre de kung fu. Por acaso, Po é escolhido como o lendário “Dragão Guerreiro”, para surpresa e ceticismo de seu mestre, o sábio Mestre Shifu, interpretado por Dustin Hoffman, e dos Cinco Furiosos – Tigresa, Garça, Louva-a-deus, Víbora e Macaco, dublados por Angelina Jolie, David Cross, Seth Rogen, Lucy Liu e Jackie Chan, respectivamente. Juntos, eles devem enfrentar o vilão Tai Lung, um ex-discípulo de Shifu que busca vingança e poder.

Kung Fu Panda 2 (2011)

Em “Kung Fu Panda 2” (2011), Po e os Cinco Furiosos enfrentam um novo adversário, o pavão Lorde Shen, dublado por Gary Oldman, que desenvolveu uma arma mortal capaz de ameaçar o equilíbrio do mundo das artes marciais e destruir o kung fu. Além de lutar contra o vilão, Po também embarca em uma jornada de autoconhecimento, descobrindo a verdade sobre sua origem e suas raízes como panda. O segundo filme aprofunda a história de Po, revelando detalhes de seu passado e de sua família biológica, ao mesmo tempo em que explora temas como aceitação, amizade e superação de obstáculos.

Ambos os filmes são repletos de ação, comédia e sequências de luta impressionantes inspiradas nas técnicas tradicionais do kung fu, o que os torna empolgantes e envolventes para o público. Além disso, a animação de alta qualidade e o design de personagens cativantes contribuem para o encanto desses filmes. A trilha sonora, composta por Hans Zimmer e John Powell, também merece destaque, combinando elementos da música tradicional chinesa com composições orquestrais e modernas.

“Kung Fu Panda” e “Kung Fu Panda 2” foram aclamados tanto pela crítica quanto pelo público, tornando-se sucessos de bilheteria e consolidando a franquia “Kung Fu Panda” como uma das mais populares da DreamWorks Animation. A franquia teve uma terceira sequência, “Kung Fu Panda 3” (2016), bem como séries de televisão e curtas-metragens.

Em resumo, “Kung Fu Panda” e “Kung Fu Panda 2” são filmes de animação que conquistaram o público e a crítica graças à sua combinação de ação, comédia, aventura e lições valiosas sobre autoconhecimento, amizade e perseverança. Com um elenco talentoso de dubladores, sequências de luta emocionantes e uma trilha sonora marcante, esses filmes permanecem como exemplos de animações bem-sucedidas e cativantes que encantam espectadores de todas as idades. A franquia “Kung Fu Panda” deixou um legado duradouro no mundo da animação e continua sendo um favorito entre os fãs do gênero.

Ambos serão removidos no dia 1/4/2023.

4. “A Múmia: Tumba do Imperador Dragão” (2008):

A Múmia: Tumba do Imperador Dragão” é um filme de aventura e ação lançado em 2008, dirigido por Rob Cohen. Este é o terceiro filme da franquia “A Múmia”, iniciada em 1999 com o filme homônimo, e é estrelado por Brendan Fraser, que reprisa seu papel como o aventureiro Rick O’Connell. Ao lado de Fraser, temos Jet Li como o vilão, o Imperador Dragão, e Maria Bello, que substituiu Rachel Weisz no papel de Evelyn O’Connell.

Nesta sequência, a história se passa na China, onde os O’Connell e seu filho, Alex, interpretado por Luke Ford, se envolvem na descoberta e na ressurreição do Imperador Dragão, que havia sido amaldiçoado e transformado em estátua de terracota. A trama se desenvolve enquanto a família luta para impedir que o Imperador Dragão domine o mundo, enfrentando perigos e criaturas mágicas ao longo do caminho.

A ambientação na China permite que o filme explore a rica história e mitologia do país, incluindo a Grande Muralha da China e o Exército de Terracota, ambos elementos importantes na trama. Além disso, o filme inclui diversas sequências de artes marciais, em parte graças à presença do icônico ator Jet Li.

Apesar de “A Múmia: Tumba do Imperador Dragão” ser um filme de aventura com cenas de ação empolgantes e efeitos especiais impressionantes, ele recebeu críticas mistas. Algumas das críticas incluíram a falta de química entre os atores principais, em comparação com os filmes anteriores, e o enredo mais fraco. No entanto, para os fãs da franquia e do gênero, o filme ainda pode ser uma opção de entretenimento interessante, principalmente pela ambientação e pelas cenas de ação.

É um filme que vale a pena assistir, lembrando que ele vai ser removido do catálogo da Netflix já no dia 1/4.

5. “Minority Report: A Nova Lei” (2002):

“Minority Report: A Nova Lei” é um filme de ficção científica lançado em 2002, dirigido por Steven Spielberg e baseado no conto de Philip K. Dick. O filme é ambientado em um futuro próximo, no ano de 2054, e tem como protagonista Tom Cruise, que interpreta o chefe de polícia John Anderton.

A trama gira em torno de um sistema de prevenção de crimes chamado “Precrime”, que utiliza os poderes de três indivíduos chamados “Precogs” para prever crimes antes que eles ocorram. Estes Precogs conseguem visualizar os futuros assassinatos, e a polícia utiliza essas informações para deter os criminosos antes que o ato seja cometido, o que resulta na queda drástica dos índices de violência.

No entanto, a história começa a se complicar quando Anderton descobre que ele próprio foi identificado pelos Precogs como futuro assassino de um homem que ele nunca conheceu. A partir daí, o protagonista passa a questionar a eficácia e a moralidade do sistema Precrime e se vê forçado a fugir da própria equipe para tentar provar sua inocência.

“Minority Report: A Nova Lei” é um filme que aborda temas como a ética, a privacidade, a tecnologia e os limites do controle do Estado sobre o indivíduo. O filme levanta questões importantes sobre a natureza do livre-arbítrio, a responsabilidade por nossas ações e a possibilidade de mudar nosso destino. Além disso, o filme também se destaca por sua estética futurista e pelos efeitos visuais impressionantes que retratam um mundo avançado tecnologicamente.

Em suma, “Minority Report: A Nova Lei” é um filme de ficção científica cativante e instigante, que oferece uma visão intrigante de um futuro onde a prevenção de crimes é levada a um novo nível, mas que também suscita importantes debates éticos e filosóficos.

Vale a pena assistir, e você tem poucos dias para isso, pois ele vai ser removido do catálogo no dia 1/4.

6. Forrest Gump – O Contador de Histórias

Forrest Gump – O Contador de Histórias” (título original “Forrest Gump“) é um filme norte-americano de drama e comédia lançado em 1994, dirigido por Robert Zemeckis e estrelado por Tom Hanks no papel principal. Baseado no romance homônimo de Winston Groom, o filme acompanha a vida de Forrest Gump, um homem com QI abaixo da média que, apesar de suas limitações intelectuais, vive uma vida extraordinária e se envolve em importantes eventos históricos dos Estados Unidos.

Forrest Gump é um contador de histórias nato e narra suas memórias e aventuras para os diversos personagens que encontra ao longo de sua vida. A trama se desenrola em episódios que abrangem desde a infância de Forrest, sua amizade e amor por Jenny (interpretada por Robin Wright), seu tempo no Exército durante a Guerra do Vietnã, até sua vida como empresário de sucesso.

Ao longo do filme, Forrest demonstra um otimismo e uma inocência que o tornam uma figura encantadora e inspiradora. O filme aborda temas como amizade, amor, superação e a importância de aproveitar ao máximo as oportunidades que a vida oferece, mesmo diante das adversidades.

Forrest Gump – O Contador de Histórias” foi aclamado pela crítica e pelo público, recebendo diversos prêmios e indicações, incluindo seis Oscars, como Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Ator para Tom Hanks. O filme é lembrado por sua narrativa envolvente, personagens cativantes e frases icônicas, como “A vida é como uma caixa de chocolates: você nunca sabe o que vai encontrar.”

É um filme que vale MUITO a pena assistir. Lembrando que ele vai ser removido do catálogo da Netflix somente no dia 30/4, e tem bastante tempo ainda para assistir!

Prepare-se para o Adeus: Dezenas de Filmes e Séries REMOVIDOS da NETFLIX em abril de 2023

1 de Abril

  • A Caçada (2020)
  • A Fotografia (2020)
  • A Maldição de Chucky (2013)
  • A Múmia: Tumba do Imperador Dragão (2008)
  • Abençoe-me Ultima: A Feiticeira (2013)
  • Animais Corporativos (2019)
  • Apollo 11 (2019)
  • As Aventuras do Capitão Cueca, O Filme (2017)
  • As Loucuras de Dick & Jane (2005)
  • As Ruínas (2008)
  • Bee Movie – A História de uma Abelha (2007)
  • Como Treinar o Seu Dragão (2010)
  • Correndo Contra o Tempo (2019)
  • Cyborg 009 VS Devilman (2015)
  • Em Busca de Zoe (2019)
  • Emma (2020)
  • Fique rico ou morra tentando (2005)
  • Gato de Botas (2011)
  • Hacker (2015)
  • Harriet (2019)
  • Heidi (2015)
  • Invencível (2014)
  • Justiça em Chamas (2018)
  • Karatê Kid II – A hora da verdade continua (1986)
  • Kung Fu Panda (2008)
  • Kung Fu Panda 2 (2011)
  • La Bamba (1987)
  • Luce (2019)
  • Madagascar 2 (2018)
  • Megamente (2010)
  • Minority Report: A Nova Lei (2002)
  • Monster Trucks (2016)
  • Monstros vs. Alienígenas (2009)
  • Natal Sangrento (2019)
  • O Grande Guerreiro Otomano (2014)
  • O Poderoso Chefinho (2017)
  • Ofélia (2018)
  • Pequena Grande Vida (2017)
  • Perfeitos Desconhecidos (2017)
  • Quatro Irmãos (2005)
  • Queen & Slim (2019)
  • Resident Evil: O Último Capitulo (2016)
  • Shrek (2001)
  • Shrek 2 (2004)
  • Sing – Quem Canta Seus Males Espanta (2016)
  • Sobrenatural: Capítulo 2 (2013)
  • Spirit: O Corcel Indomável (2002)
  • Stardust – O Mistério da Estrela (2007)
  • Tabula Rasa (2017)
  • The American Game (2019)
  • The F**k-It List (2019)
  • The Trap (2017)
  • Todo sobre el asado (2016)
  • Uma Espécie de Família (2017)
  • Ventos de Inverno (2013)

2 de Abril

  • Holmes & Watson (2018)
  • Turbo FAST (2013)
  • Uma Chamada para a Redenção (2018)

3 de Abril

  • Babamin Ceketi (2018)

4 de Abril

  • O Dia Vai Chegar (2019
  • O Diário do Pescador (2020)
  • O Cobrador de Impostos (2020)
  • Se a Rua Beale Falasse (2018)

5 de Abril

  • Alien Warfare (2016)
  • Guerra contra Aliens (2019)

8 de Abril

  • Hush – A Morte Ouve (2016)

10 de Abril

  • Calimero (2014)
  • Doc Martin (2004)
  • La Esclava Blanca (2016)
  • O Milagre (2016)

11 de Abril

  • Shrek Terceiro (2007)
  • Shrek para Sempre (2010)

14 de Abril

  • Awon Boyz (2019)

15 de Abril

  • Um Namorado Improvisado (2018)
  • Belgica (2016)
  • Deranged (2020)
  • Falsa Identidad (2020)
  • Generation Iron 3 (2018)
  • Quem rouba quem? (2021)
  • Genealogia da Esperança (2020)

19 de Abril

  • Cuckoo (2019)

21 de Abril

  • Sr. Peabody e Sherman Show (2015)

25 de Abril

26 de Abril

  • The IT Crowd (2006)

28 de Abril

  • Señora Acero (2014)

30 de Abril

Considerações finais:

Aproveite o tempo restante para assistir a esses filmes e séries antes que eles saiam do catálogo da Netflix. Fique atento às novidades e atualizações do catálogo para não perder seus títulos favoritos. E, claro, não se esqueça de conferir os lançamentos que chegarão à plataforma no próximo mês.

Aproveite e leia mais matérias sobre a Netflix:

Melhores séries de drama para assistir na Netflix

MELHORES DORAMAS para maratonar na NETFLIX

Comentários do Facebook