Siga-nos também em

Games

PUBG vs FORTNITE | Batalha judicial entre desenvolvedoras chega ao fim

PUBG vs FORTNITE | Batalha judicial entre desenvolvedoras chega ao fim
Para aqueles que não se lembram, à um tempo atrás a PUBG corp. processou a Epic Games por quebra de direitos autorais entre PUBG e Fortnite.

Companhias entram em acordo!

 

Para aqueles que não se lembram, há um tempo atrás a PUBG corp. processou a Epic Games por quebra de direitos autorais entre PUBG e Fortnite. A acusação seria um plágio no modo battle royale, pois inicialmente o jogo Fortnite era de exploração com toques PVE e, após todo o sucesso do gênero, o jogo se tornou um battle royale que acabou fazendo mais sucesso que o próprio PUBG.

 

PUBG vs FORTNITE | Batalha judicial entre desenvolvedoras chega ao fim

 

Porém houve uma reviravolta no caso. Nesta quarta-feira, dia 27 de Junho de 2018, a PUBG corp. encaminhou uma carta de desistência aos advogados da Epic Games, assim retirando todas as acusações contra Fortnite Battle Royale. Parece que as duas empresas entraram em algum tipo de acordo fora do tribunal.

 

PUBG vs FORTNITE | Batalha judicial entre desenvolvedoras chega ao fim

 

É de se entender o porquê de todo esse alvoroço por parte da PUBG corp. As estatísticas indicam que em junho desse ano, PUBG tem em torno de 50 milhões de usuários online, enquanto Fortnite ficou em torno de 125 milhões. Então é natural que a PUBG corp. se sinta ameaçada por todo o sucesso da concorrência.

Provavelmente o caso seria muito complicado e iria se estender por vários anos, analisando todos os elementos e identificando as peculiaridades e semelhanças. Felizmente o caso foi arquivado e teremos diversos tipos de battle royale para todos os fãs do gênero. 

 

Comentários via Facebook

O fanático por fighting games, MOBA, card games, FPS e etc.. chegou para mostrar tudo o que rola no mundo dos e-sports. Paulista, sou daqueles que baixam campeonatos eletrônicos e assiste sempre que pode, até mesmo em banheiros de estabelecimentos. Só digo uma coisa, quem quiser pode vir no x1.

Mais lidas