Prepare-se para ver Rebel Moon com esse FILMAÇO de ação e ZUMBIS na Netflix!

Filme se passa em uma Las Vegas infestada de zumbis. Confira!

0

Filme preparação para “Rebel Moon” se passa em uma Las Vegas infestada de zumbis

“Army of the Dead: Invasão em Las Vegas” marca o retorno triunfante de Zack Snyder ao subgênero de zumbis, após iniciar sua carreira com “Madrugada dos Mortos” em 2004. Este longa, disponível na Netflix, é uma preparação perfeita para os fãs ansiosos pelo lançamento de “Rebel Moon”. O filme, que se passa em uma Las Vegas infestada de zumbis, apresenta uma narrativa audaciosa e cheia de ação, combinando elementos de terror e ficção científica.

A trama gira em torno de Scott (Dave Bautista), um ex-soldado que recebe a proposta de montar uma equipe para um audacioso assalto a um cassino em meio ao caos zumbi, com um prêmio de US$ 200 milhões.

Prepare-se para ver Rebel Moon com esse FILMAÇO de ação e ZUMBIS na Netflix!
Imagem: Reprodução/Netflix

Leia mais:

Risadas para todos: Danny Glover irá aquecer o seu coração nesse novo e divertido filme natalino!

Aventura sobrenatural: série de terror e mistério tem trama macabra em parque abandonado!

Abordagem de Snyder refresca fórmulas conhecidas

Embora “Army of the Dead” não traga grandes novidades ao gênero zumbi, a abordagem de Snyder consegue refrescar fórmulas conhecidas. A trama ignora clichês como a origem do surto viral ou a luta cotidiana pela sobrevivência, focando na missão principal.

O filme homenageia a estética de zumbis popularizada nos anos 2000, mas com uma roupagem moderna, equilibrando ação blockbuster e personagens marcantes. Snyder, conhecido por suas adaptações de quadrinhos como “300”, “Watchmen” e “Liga da Justiça”, entrega um filme que é um verdadeiro espetáculo visual, repleto de momentos de tensão e cenas de ação bem coreografadas.

Ação, terror e personagens carismáticos

O que realmente faz “Army of the Dead” brilhar é o carisma de seu elenco. Dave Bautista lidera com maestria, e a química entre os personagens é um dos pontos altos do filme. A relação entre Scott (Bautista) e Cruz (Ana de la Reguera) é envolvente, enquanto a dinâmica entre o durão Van (Omari Hardwick) e o especialista em arrombar cofres Dieter (Matthias Schweighöfer) adiciona um toque de humor à trama.

Cada membro da equipe, inclusive personagens secundários como a Coiote (Nora Arnezeder) e a piloto de helicóptero Peters (Tig Notaro), contribui significativamente para a história, criando momentos memoráveis.

O roteiro de Snyder pode ter seus altos e baixos, mas é inegável que “Army of the Dead” é uma experiência cinematográfica emocionante. O filme balanceia humor e ação, mesmo quando o roteiro se torna um pouco expositivo. Os primeiros 40 minutos preparam o terreno para a aventura, e quando a ação realmente começa, o filme se torna irresistível.

Experiência visual

Em “Army of the Dead”, Snyder também assume o papel de diretor de fotografia, trazendo um estilo visual único para o filme. Embora seja mais moderado esteticamente em comparação com seus outros trabalhos, o filme ainda exibe as marcas registradas de Snyder, como composições melancólicas e o uso de slow motion. Seu estilo visual, combinado com a narrativa empolgante, torna “Army of the Dead” uma experiência cinematográfica distinta, que antecede as telas dos fãs de Rebel Moon.

O filme também aborda temas como a ganância e a sobrevivência de maneiras interessantes, apesar de não explorar profundamente o potencial de seu enredo. A ambientação em Las Vegas oferece um cenário único para a história, embora o filme não aproveite totalmente as características icônicas da cidade. No entanto, a mitologia dos zumbis é bem construída, com diferentes tipos de mortos-vivos que adicionam camadas à trama.

Imagem: Reprodução/Netflix

Comentários do Facebook