Pastor proíbe igreja de assistir doramas e o motivo vai te surpreender

Restrições inusitadas

0

Pastor proíbe membros de igreja de assistir doramas

Em uma decisão polêmica, um líder religioso brasileiro proibiu os membros de sua comunidade de assistirem doramas, séries de televisão de origem sul-coreana que ganharam popularidade mundial. O caso veio à luz após o pastor Renato Vargens, da Igreja Cristã da Aliança em Niterói, no Rio de Janeiro, comentar sobre a situação em uma de suas postagens.

Doramas
Imagem: reprodução/ Rakuten Viki

LEIA MAIS:

Quiz: Qual Personagem de La Casa de Papel Você Seria? Descubra Agora!

Tom Cruise será estrela em novo filme de diretor vencedor do Oscar [Descubra os detalhes]

O poder do pastor nos hábitos de entretenimento

Pastores, como líderes de suas comunidades religiosas, têm o papel de guiar suas congregações de acordo com os princípios e valores que acreditam ser corretos e aceitáveis. No entanto, este caso levanta a questão de até que ponto a autoridade de um pastor se estende à vida privada de seus membros.

Na visão do pastor Renato Vargens, não cabe ao líder religioso interferir em tais escolhas pessoais. “Pastores podem ensinar princípios, valores e acima de tudo o Evangelho. Entretanto, não cabe ao pastor proibir um crente de assistir à TV”, opina Vargens.

Legalismo versus liberdade pessoal

O pastor expressou preocupação com o fenômeno do legalismo na igreja, onde líderes impõem regras estritas e muitas vezes arbitrárias sobre seus seguidores. Para Vargens, este tipo de abordagem à liderança espiritual não conduz a uma verdadeira santificação.

Contrariamente, o pastor defende uma abordagem mais respeitosa e aberta, que reconheça a liberdade individual dos membros da igreja. “Os que agem assim demonstram ser dominadores do rebanho, impondo sobre os seus liderados um legalismo cuja eficácia é incapaz de produzir santificação”, declara Vargens.

Os doramas no Brasil

Os doramas têm ganhado cada vez mais popularidade no Brasil, atraindo uma ampla gama de fãs com suas intrigantes tramas de drama e romance. O pastor mencionou a atriz Park Eun Bin, conhecida por seu papel no popular dorama “Uma Advogada Extraordinária”, destacando a influência internacional dessas séries tv.

O caso gerou debates sobre a influência do conteúdo de entretenimento na vida dos fiéis e o papel dos líderes religiosos em orientar tais escolhas. O pastor Vargens encerra sua opinião alertando para o perigo do abuso de autoridade e a necessidade de respeitar a liberdade individual.

Doramas
Imagem: reprodução/ Capricho