O Incomparável Atuk: O roteiro maldito do filme que nunca foi filmado!

Quatro protagonistas morreram antes ou durante as gravações!

“O Incomparável Atuk”: tudo sobre o filme que nunca foi feito

Tudo começou nos anos 70, quando a ideia de transformar em filme o livro “The Incomparable Atuk”, do autor canadense Mordecai Richler, surgiu. O romance, publicado originalmente em 1963, conta a história de um jovem da etnia inuit (antes chamada de esquimó) que se sente deslocado após trocar sua terra natal rural pela agitada Toronto. Nesse novo ambiente, o protagonista Atuk enfrenta uma série de desafios e conhece personagens que acabam mexendo com a vida de um indivíduo tão ingênuo.

Richler, que já havia sido indicado ao Oscar em 1975 por seu roteiro de “O grande vigarista”, e tinha no currículo o roteiro de “Adivinhe Quem Vem para Roubar” – que posteriormente seria refilmado em 2005 com o título “As Loucuras de Dick & Jane”, estrelado por Jim Carrey – teve sua obra adotada para a criação de um roteiro cinematográfico.

O Incomparável Atuk
Imagem: O Rebate

Leia mais:

Sci-fi impactante: o NOVO filme que você não pode perder no streaming!

The Crown: última temporada – Trailer e datas de lançamento

O misterioso caso dos comediantes que morreram após se envolverem com o roteiro de “O Incomparável Atuk”

O roteiro baseado na história de Atuk foi escrito por Tod Carroll, ex-redator da revista humorística “National Lampoon”, com foco em comédias besteirol típicas americanas. A partir daí, se iniciou uma trajetória sombria que envolve morte, maldição e superstições.

Em 1982, John Belushi, conhecido por seus papéis em “Saturday Night Live” e filmes como “Clube dos Cafajestes” e “Os irmãos cara de pau”, foi escalado para interpretar Atuk e o filme deveria começar a ser filmado. No entanto, Belushi faleceu antes do início das gravações, vítima de uma overdose.

O Incomparável Atuk: morte, maldição e um filme nunca feito

Em 1988, o comediante Sam Kinison, despontando de shows de stand-up, resolveu assumir o papel de Atuk e chegou a participar de alguns dias de filmagem. Contudo, após desentendimentos, o projeto entrou em hiato e, em 1992, Kinison morreu em um acidente de carro, se tornando o segundo envolvido no projeto a falecer de forma trágica.

Ignorando o passado nefasto do projeto, o comediante John Candy foi sondado para uma nova tentativa de trazer à tona “O Incomparável Atuk”. Mas, em 4 de março de 1994, Candy sofreu um ataque cardíaco e faleceu, alimentando ainda mais os boatos sobre uma possível maldição ligada ao projeto.

Em 1997, foi a vez do comediante Chris Farley associar seu nome ao papel de Atuk. Com uma carreira consolidada em comédias besteirol, Farley buscava um desafio mais sério e se aproximou dos produtores. No entanto, a repetição dos eventos trágicos foi inevitável, e Farley acabou falecendo após sofrer uma overdose.

Os eventos trágicos ligados ao projeto de “O Incomparável Atuk” alimentam o imaginário daqueles que acreditam em maldições e, até o presente ano de 2023, nenhuma outra iniciativa foi tomada para tirar o projeto do papel. A única coisa certa é: este é um dos roteiros mais infames da história do cinema.

Desde então o projeto ‘O Incomparável Atuk’ foi arquivado e ninguém mais se atreveu a tocar no roteiro amaldiçoado.

Comentários do Facebook