Neil Gaiman revela razões por trás de sua saída de projeto animado do Thor na Marvel

O escritor Neil Gaiman revela sobre saída de série do Thor

0

O escritor britânico Neil Gaiman, famoso por obras como “Sandman” e “Coraline”, revelou recentemente em seu blog que, em 2006, foi convidado pela Marvel para desenvolver o roteiro de uma série animada de Thor.

Neil Gaiman revela razões por trás de sua saída de projeto animado do Thor na Marvel
Imagem: Reprodução

Leia mais:

Descubra ‘Mão de Ferro’: A nova série espanhola que chegará à Netflix em março

O que é DORAMA? Guia completo e TOP 20 mais populares entre os dorameiros

Uma série que nunca aconteceu

Segundo Gaiman, a série era para ser lançada antes do que se tornou o filme do Thor, que acabou sendo protagonizado por Chris Hemsworth. “Mergulhei fundo no personagem, li e reli tudo de Jack Kirby, e cheguei a uma história de algumas temporadas que mostrava Loki passando de adorador de seu irmão para um verdadeiro vilão”, revela o escritor.

A interferência dos planos do filme para a série

Entretanto, a Marvel impôs limitações para o desenvolvimento do roteiro. Foi dito a Gaiman que ele não poderia utilizar muitos personagens nem criar uma história que interferisse nos planos do filme Thor que estava sendo planejado. Ao deparar-se com essas restrições, Gaiman decidiu deixar o projeto: “Eles não queriam que eu afetasse os planos para o filme, então agradeci e parei de escrever”, declara o autor.

O trabalho atual de Gaiman

Atualmente, Neil Gaiman está envolvido com os roteiros da segunda temporada de “Sandman”, adaptação de sua famosa obra para a plataforma de streaming Netflix. A atriz Kirby Howell-Baptiste, que interpreta a Morte na série, mencionou que Neil tem se baseado bastante no feedback dos fãs para prosseguir com a trama. A primeira temporada de Sandman já está disponível na Netflix.

Ainda que o projeto do Thor com Gaiman não tenha vingado, é sempre interessante imaginar como poderia ter sido essa versão da história do Deus do Trovão se as restrições não tivessem sido impostas. Por enquanto, os fãs podem se deliciar com a obra de Gaiman que chegou às telas, Sandman, na Netflix.