Siga-nos também em

Artigo

Morfagem Destroçada – A jornada de Drakkon pelo multiverso Ranger

Morfagem Destroçada - A Jornada de Drakkon Pelo Multiverso Ranger

Para nostálgicos e novos fãs dos rangers

 

Se você tem 20 e tantos anos como eu, deve se lembrar da estreia de Power Rangers na TV Colosso.

A partir desse dia, um novo assunto surgiu nas salas de aula e amizades foram abaladas (afinal, era muito moleque querendo ser o vermelho e nenhum querendo ser a rosa). Até que BOOOOM, surge Tommy Oliver, o Ranger verde que, começa como um vilão até se tornar um herói e A CARA da franquia.

Ai já viram né? Sucesso mundial, 25 temporadas, uma das maiores franquias infanto juvenis do mundo, bonecos, videogames, e toda a sorte de produtos que você pensar, inclusive paródias pornôs (fica a dica pra quem quiser pesquisar) e é claro, gibis.

A franquia já passou por varias editoras (até a Marvel já publicou a história dos heróis), teve crossover com Big Bad Beetleborgs (heróis por acaso) , Liga da Justiça (o único que presta, mas não é nada de mais também) e um com traços do Rob Liefeld (que nem saiu). Mas todas as publicações foram rapidamente canceladas, por que, sejamos francos, foram horríveis.

Até que em 2016, a BOOM! Studios (que lança muito gibi bom) lança Migthy Morphin Power Rangers, atualizando os conceitos e personagens da série original. Sabe aquele visual anos 90? Esquece (graças a Zordon).
Sabe o esquema de “Sua personalidade é definida por cor e estereótipo?
Esqueça também.

O gibi começa após a entrada de Tommy pro lado bom e como os rangers estão se adaptando a isso. Inclusive esse inicio saiu no ÚNICO encadernado da série a sair no Brasil.

Ainda com a sombra do Ranger Verde do mal do natal passado, a equipe confronta Dragão Negro, um emissário do grande vilão do universo PR dos gibis: Lord Drakkon, uma versão completamente maligna de Tommy de uma outra realidade que dominou seu mundo e MATOU os rangers.

 

 

Resumidamente: Drakkon foi derrotado pelos rangers(como na série e na HQ), mas em vez de se unir a eles, retornou pra Rita sedento por ainda mais poder e juntos, passaram a adaga em geral. Zordon tanta criar um ranger capaz de rivalizar com os poderes do vilão, mas esses poderes acabam sendo tomados por ele que funde com sua moeda do poder. Ou seja, o cara quase que triplicou seu poder, e agora, criou um exercito de sentinelas com armaduras rangers que subjulgou o mundo.

Claro que ele foi derrotado pelos rangers, que foram “retribuir a visita”, mas, como todo bom vilão, ele esta planejando a vingança.

 

 

Ta, mas e ai? O que é essa Morfagem Destroçada?
Pra começar essa é a minha tradução pessoal pra Shattered Grid, que não é ao pé da letra, mas o sentido é o mesmo.

A saga conta o que aconteceu a Drakkon, após ser derrotados pelos Rangers da terra dos gibis(preciso achar ou inventar nomes pra essas terras, pra facilitar)recuperando os poderes e saindo pelo multiverso pra se tornar mais poderoso e tocando o terror em cada terra que chega.

 

 

E tem ranger tomando MUITO na tarraqueta pelo multiverso, inclusive os principais. Ta duvidando? Segura esses spoiler ai.

 

 

Viu? E esse ai é o Tommy que derrotou o Drakkon anteriormente.

Ah, mas e o Tommy de Zeo? Ele não é mais poderoso?

 

 

Chega de falar do Tommy, afinal, temos outros rangers como Andros, que salvou o universo matando o Zordon e podem combater o Drakkon e…

 

 

Calma, afinal, Drakkon deve ter um lado bom né?

 

 

Ih cacete…

 

 

Esse evento é tão grandioso que já se tornou transmídia, com reverberações do ataque aparecendo até em Hyper Force, RPG da franquia, ganhou um TRAILER PROMOCIONAL com Jason David Frank (o ator original do Tommy e, atualmente o Bloodshot na webserie Ninjak Vs Valiant Universe que ainda espero falar), e espero eu, no seriado Power Rangers Super Aço Ninja, afinal, nada melhor pra comemorar 25 anos da franquia do que o vilão aparecendo lá não é?

 

 

Agora é esperar o desenrolar do ataque, como, quando e SE vão conseguir derrotar Drakkon permanentemente, por que as perspectivas estão contra os heróis em qualquer terra. Por que, Drakkon tá a cada dia mais poderoso, e seu exercito maior.

 

 

Ação, aventura, elementos novos para a mitologia, roteiro excelente (Kyle Higgins, te amo), traço agradável, universos paralelos, vilão memorável. Enfim, tudo que a franquia me deu durante 25 anos, de uma forma ainda melhor.

 

 

 

Comentários via Facebook

Nerd, Fã de Cerveja, Devoto de São Kal-El, Santo Billy Batson, mas ainda um pouco Thorete e Aracnita. Mal Humorado, com PHD em Horriveldade e em Falar Merda.

Mais lidas