Conheça a minissérie da Netflix baseada em fatos BIZARROS e que te deixará grudado na TV

Você nunca teria imaginado que essa série é de uma história real

Essa minissérie bizarra da Netflix vai te deixar completamente imerso

“Bem-Vindos à Vizinhança” é uma série da Netflix que conta a história real de Derek e Maria Broaddus, um casal que comprou uma mansão em Westfield, Nova Jersey, nos Estados Unidos. A casa tinha o potencial de se tornar o lar dos sonhos da família, porém, durante as reformas, eles começaram a receber ameaças anônimas, o que transformou a experiência em um verdadeiro pesadelo.

Veja mais:

Ficção científica com Joaquin Phoenix na Netflix explora a relação entre humanos e IA

10 filmes INCRÍVEIS para ver na Netflix ao lado de toda a família

10 filmes de terror com acontecimentos assustadores e bizarros nos bastidores

A produção da Netflix, assinada por Ryan Murphy, incorpora elementos da história real, mas também faz algumas alterações e adaptações para fins dramáticos. 

A história real em que “Bem-Vindos à Vizinhança” se inspira

A trama da série gira em torno de Derek e Maria Broaddus, um casal que adquiriu uma mansão na 657 Boulevard, em Westfield, Nova Jersey, com a expectativa de transformá-la em seu lar dos sonhos.

Logo após a compra da casa, a família começou a receber ameaças anônimas, o que transformou a experiência em um verdadeiro pesadelo. Durante as reformas na residência, os Broaddus suspeitaram de um vizinho chamado Michael Langford, acreditando que ele poderia ser “O Vigilante”. A posição privilegiada da casa de Langford e o comportamento excêntrico de sua família contribuíram para essas suspeitas.

Apesar de inúmeras investigações conduzidas pela polícia e por ex-agentes do FBI contratados pela família Broaddus, a identidade do Vigilante nunca foi descoberta. A série “Bem-Vindos à Vizinhança” incorpora elementos da história real, mas também faz algumas alterações e adaptações para fins dramáticos. Por exemplo, os nomes e sobrenomes das vítimas foram modificados na produção.

Além da história vivida pelos Broaddus, a série também inclui uma parte sombria da história de Westfield relacionada a um personagem chamado John Graff, inspirado em John List, um residente local que cometeu assassinatos.

Quem é Ryan Murphy?

Ryan Murphy é um escritor, jornalista e produtor de cinema e televisão americano. Ele nasceu em Indianápolis em 9 de novembro de 1965. 

Ele é conhecido por criar e produzir várias séries de sucesso, além de dirigir filmes com grandes estrelas. Ryan Murphy conseguiu alcançar o feito de ter três de seus títulos no Top 10 da Netflix

Ele também ganhou seu primeiro Primetime Emmy Award pela direção do episódio piloto de uma série. Além disso, Murphy foi um dos quatro produtores executivos da série de televisão de reality show chamada “The Glee Project”, que estreou em 12 de junho de 2011.

Conheca a minisserie da Netflix baseada em fatos BIZARROS e que te deixara grudado na TV ryan murphy
Imagem: The Hollywood Reporter

Sobre o gênero mistério

O gênero mistério é amplamente conhecido e consumido em diferentes formas de mídia, como literatura, cinema e televisão. Caracteriza-se por envolver uma trama misteriosa, geralmente centrada em um crime ou morte a ser resolvido. Uma das principais características desse gênero é o suspense, que é gerado por meio de situações específicas e intrigantes.

Na literatura, o gênero mistério desperta muita curiosidade e é apreciado por todas as idades. Em suas histórias, são comuns os casos de assassinatos ou crimes que demandam investigação. 

Frequentemente, a trama é construída em torno de um grupo de suspeitos, cada um com um motivo e uma oportunidade para cometer o crime, o que mantém o leitor intrigado e buscando desvendar o enigma.

O que é uma minissérie?

Uma minissérie é uma forma de produção audiovisual que se diferencia das séries convencionais por sua duração mais curta e por ter uma narrativa fechada, ou seja, a história é concluída em um número limitado de episódios. 

Geralmente, uma minissérie é planejada desde o início para ter poucos episódios e apresentar o desfecho da trama no último episódio.