Loki: entenda o final INSANO do 4º episódio da segunda temporada!

Novo episódio do sucesso do Disney+ abala as estruturas do MCU

4º episódio da segunda temporada de Loki tem final explosivo

O quarto episódio da segunda temporada de Loki culmina em um momento de intensa aflição, cujas implicações irão afetar significativamente tanto o restante da série quanto no Universo Cinematográfico da Marvel (MCU) como um todo. Inicialmente, o Deus da Travessura titular, interpretado por Tom Hiddleston, e seus aliados estabeleceram um plano destinado a corrigir o Rompimento Temporal na Autoridade de Variância Temporal (TVA) antes que a situação se tornasse insustentável. Contudo, um ponto de virada crucial na trama tornou as circunstâncias substancialmente mais intrincadas, gerando ramificações imprevistas para o futuro.

Destaque do Disney+, a série Loki vem surpreendendo a todos com várias revelações e cenas de tirar o fôlego dos fãs da Marvel. 

Loki 4 episódio
Imagem: ScreenRant

Leia mais:

Jornada transcendental: filme de ficção científica na Netflix abre portas para o pós-vida!
Série CHOCANTE da Netflix é baseada em perturbadora história real!

Entenda como a linha temporada do MCU foi destruída

Apesar de suas meticulosas precauções e esforços iniciais para evitar o pior, o quarto episódio da segunda temporada de Loki nos deixa em um ponto crítico da trama. Neste episódio, testemunhamos uma tentativa de expansão dos anéis do Rompimento Temporal, uma manobra desesperada com o propósito de conter a entrada incessante de novas realidades ramificadas na linha do tempo do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU).

Contudo, o que inicialmente parecia um plano que poderia restaurar a ordem no tecido do tempo acabou por se tornar uma reviravolta devastadora na história. O Tear Temporal, a despeito de todos os esforços, atinge seu ponto de saturação e entra em colapso, desencadeando uma explosão cataclísmica que abala todo o MCU. Parece que a tentativa de estabilizar o Tear Temporal com o recém-criado Multiplicador de Fluxo, concebido por Victor Timely, não obteve êxito. O resultado? Uma visão aterradora de Victor Timely desintegrando-se diante de nossos olhos, uma cena que simboliza o colapso de toda a estrutura temporal e as graves implicações que isso acarreta para o universo em questão.

Loki e seus aliados morreram no quarto episódio da série?

A explosão maciça do Tear Temporal liberou quantidades assombrosas de energia e radiação temporais, afetando toda a linha do tempo de maneira catastrófica. A teoria que se instala, por mais alarmante que seja, é a de que a Autoridade de Variância Temporal (AVT) como um todo tenha sido aniquilada, assim como todos aqueles que estavam presentes dentro de suas instalações.

Loki 2
Imagem: GameSpot

O que Loki e seus aliados estavam desesperadamente tentando evitar parece ter se concretizado diante de seus olhos, com consequências que são nada menos do que monumentais. A explosão resultante é uma manifestação de uma catástrofe de proporções épicas, abalando as bases da realidade e da continuidade temporal em todo o MCU. Agora, com a possível aniquilação da AVT, os heróis enfrentam um desafio monumental, um desdobramento que promete redefinir a própria natureza do universo em que estão inseridos. As implicações dessa reviravolta são profundas e desconcertantes, deixando tanto os personagens quanto o público em suspense quanto ao futuro incerto do MCU.

A linha temporal do MCU será restabelecida?

É evidente que a integridade da linha do tempo do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU) será eventualmente restabelecida antes do desfecho da temporada. No entanto, o mistério reside na maneira como essa restauração se desdobrará. O quarto episódio de Loki nos surpreende de tal forma que a direção futura da narrativa permanece imprevisível, deixando os fãs ansiosos e ávidos por descobrir o que aguarda no quinto episódio da série.

Loki 2 novo episódio
Imagem: ScreenRant

O que podemos esperar da sequência da série do MCU?

A análise mais plausível sugere que existe uma oportunidade pendente para a restauração da linha do tempo e do Tear Temporal, talvez por meio de um novo ciclo temporal ou paradoxo. Considerando que ainda há mais dois episódios aguardando lançamento na segunda temporada de Loki, é razoável supor que uma solução alternativa se apresentará no decorrer da narrativa. Desse modo, parece que o percurso do Deus da Travessura ainda reserva meios para reverter a situação.

 A segunda temporada de Loki, seguindo a tradição marcante do Marvel Studios em suas produções para o Disney+, mantém a expectativa de que o quarto episódio, como de costume, seja um dos momentos mais marcantes e surpreendentes de toda a série.

Assista ao trailer da segunda temporada de Loki, uma das séries de maior sucesso no momento 

Comentários do Facebook