Os jogos da franquia GTA acontecem no mesmo universo?

GTA é conhecido por seus mundos abertos e narrativas envolventes

GTA é conhecido por seus mundos abertos e narrativas envolventes

A franquia Grand Theft Auto (GTA), conhecida por seus mundos abertos e narrativas envolventes, sempre gerou curiosidade entre os fãs sobre a coexistência de seus personagens e histórias em um universo compartilhado. Com o passar dos anos e o lançamento de diversos títulos, a questão sobre se os jogos da série acontecem no mesmo universo tornou-se um tópico frequente de discussão entre os entusiastas da série. Esta análise aprofundada busca esclarecer essa dúvida, mergulhando nos diferentes “universos” que compõem a saga e como eles se interligam.

A jornada da franquia começou em 1997 com o lançamento do primeiro jogo, que introduziu os jogadores a um ambiente 2D e uma visão de cima para baixo da cidade. Este “Universo 2D” inclui títulos como “Grand Theft Auto” (1997), “Grand Theft Auto: London 1969” (1999) e “Grand Theft Auto 2” (1999). Embora esses jogos compartilhem um estilo visual e de gameplay, a conexão entre suas histórias e personagens é menos evidente, sugerindo que eles podem não coexistir no mesmo universo narrativo.

Os jogos da franquia GTA acontecem no mesmo universo
Imagem: Divulgação/ Rockstar Games

Leia mais:

Assassinato No Fim Do Mundo: série criminal que bombou no streaming terá 2ª temporada?

Dirigido por Bradley Cooper, novo filme da Netflix é um dos grandes favoritos ao Oscar 2024!

O salto para o universo 3D

Com o lançamento de “Grand Theft Auto III” em 2001, a franquia experimentou uma revolução, marcando a transição para o “Universo 3D”. Este universo trouxe uma narrativa mais coesa, personagens mais desenvolvidos e um mundo aberto expansivo. Jogos como “GTA: Vice City” (2002) e “GTA: San Andreas” (2004) fazem parte deste universo, compartilhando uma continuidade mais clara. Personagens de GTA III, por exemplo, fazem aparições em San Andreas, reforçando a ideia de um universo compartilhado.

A era HD da franquia, iniciada com “Grand Theft Auto IV” (2008) e seguida por “Grand Theft Auto V” (2013), apresentou mundos ainda mais detalhados e narrativas complexas. Contrariando as expectativas de muitos fãs, estes jogos não compartilham o mesmo universo da era 3D. Por exemplo, a ausência de CJ, protagonista de San Andreas, em GTA V, indica universos distintos. No entanto, há personagens e menções de GTA IV em GTA V, confirmando a ligação entre esses jogos da era HD.

Conexões e easter eggs

Apesar dos diferentes universos, os jogos da franquia compartilham as mesmas cidades, embora não os mesmos eventos. Curiosamente, alguns jogos da Rockstar, que aparentemente não têm ligação com a franquia, são mencionados em determinados jogos, como a franquia Manhunt e o jogo Bully. Essas menções, embora sejam easter eggs com pouca relevância, sugerem uma possível interligação entre esses jogos.

A franquia é um mosaico de universos que, embora distintos, compartilham elementos comuns e referências cruzadas. Com a chegada iminente de GTA 6, resta saber se um novo universo será introduzido ou se a continuidade será mantida. Independentemente disso, a série continuará a fascinar os fãs com suas histórias interconectadas e seu mundo rico e detalhado.

Imagem: Divulgação/ Rockstar Games