Siga-nos também em

Review

Review TBX | Jogador Nº1 – Uma celebração nostálgica ao mundo dos games

Review TBX | Jogador Nº1 - Uma celebração nostálgica ao mundo dos games

Com referências a cultura pop, Jogador Nº1 surpreende

 

Divertido e nostálgico, Jogador Nº1 (Ready Player One) estreou tímido no cinema frente a filmes mais maduros do audiovisual. Mas com simplicidade e carisma, o filme conquista o público se tornando não o melhor, mas um título que vale a pena ver no cinema.

Dirigido por Steven Spielberg, Jogador Nº1 faz uma verdadeira celebração nostálgica ao mundo dos games.

 

Entenda o porquê

 

O filme é altamente democrático, mostrando referências dos games desde o início da década de 80, chegando até os clássicos da atualidade, conseguindo assim, agradar os mais variados públicos. O roteiro é fluido e o enredo é fácil de entender, tornando-se um título juvenil confortável. Há reconhecido mérito nisso.
Mortal Kombat, Halo, Overwatch e até o “pré-histórico” Adventure, são algumas das milhares de referências encontradas no filme.

 

 

O título conta a saga de Wade ‘Perzival’ Watts (Tye Sheridan), que em 2044 diante de uma sociedade caótica, o game de realidade virtual OASIS domina a população, surgindo como válvula de escape. Quando o criador o jogo, James Halliday morre, este deixa uma mensagem póstuma para os jogadores, informando que deixou um Easter Egg presente no jogo e sentenciando aquele que o encontrar como o mais novo detentor de todos os direitos do OASIS. O problema começa quando o jovem e humilde Wade Watts inicia vitorioso em sua busca, ameaçando os interesses malignos e comerciais de Nolan Sorrento, que almeja com isso alcançar uma fortuna inestimável.

 

 

O filme parafraseia adequadamente com fases históricas dos games, agregando credibilidade ao título. A trilha sonora é um talento à parte. Selecionando sons clássicos como o de Van Halen, New Order e Duran Duran, o filme acerta também no quesito qualidade. Cenas de ação contrastam impecavelmente com os efeitos especiais.

A cultura pop em geral não fica de fora: citações a filmes de John Hughes como Clube dos Cinco e Curtindo a Vida Adoidado, pontuam o início bem sucedido da era dos games no mundo. Até Marvin de Looney Tunes e Chucky, o boneco assassino, dão o ar da graça no filme.

 

 

Alcançando recordes de bilheteria em um filme de Spielberg, Jogador Nº 1 aponta o maior sucesso do diretor nesse quesito desde o filme de Indiana Jones 4. E merecidamente.

Pode ir sem medo.

 

Filme: Jogador Nº1
8.8 TRECOBOX
HISTÓRIA9
ELENCO8
DESENVOLVIMENTO9
PRODUÇÃO10
ORIGINALIDADE8

Comentários via Facebook

Radialista formado se especializando em direção de arte. Sagitariano, sonhador levando a vida buscando paz, amor e um lugar ao Sol. Cinéfilo, aspirante a roteirista. Aquele otaku paulistano que vê animes nas horas vagas, lê mangás no transporte público e faz cosplays pra tirar uma onda. Geek por consequência. Sucesso é uma jornada, não um destino, tenha fé na sua capacidade, esse é meu lema.

Mais lidas