A Disney não foi a primeira! A incrível história do primeiro desenho animado (e por que você não pode assistir)

0

El Apóstol: uma animação esquecida do tempo

Há grandes obras que se perderam com o tempo, seja porque o arquivo não foi tratado corretamente, pegou fogo, algum pessoa pediu para que destruísse todas as cópias ou simplesmente o arquivo original passou de mãos em mãos e não se sabe onde está. Entre as várias produções perdidas está um tesouro argentino, chamado de El Apóstol.

Um pouco mais sobre El Apóstol, o primeiro desenho animado

Lançado em 1917, El Apóstol é considerado o primeiro desenho animado do mundo, antes mesmo da Disney lançar Oswald the Lucky Rabbit em 1927. O longa que utilizava técnicas de stop-motion, mas com papéis cortados, se perdeu em 1926 devido um incêndio.

Leia mais:

Astrologia e Doramas: Como os signos influenciam os personagens mais amados!

Teste de Personalidade: Qual personagem de Dorama seria seu par ideal?

Os criadores de El Apóstol

A animação foi criada por Quirino Cristiani e Federico Valle, dois ítalo-argentinos, e levou cerca de 10 a 12 meses de produção até o produto final, um filme de em torno de 70 minutos. El Apóstol era uma sátira do presidente da Argentina na época, Hipólito Yrigoyen.

Sinopse oficial e produção

El Apóstol começou sua produção quando Valle contratou Cristiani, conhecido por suas infames caricaturas publicadas em jornais, e os dois fariam um curta intitulado “La intervención a la provincia de Buenos Aires” (A Intervenção da província de Buenos Aires), também sátira de um político, dessa vez Marcelino Ugarte. Depois do sucesso do curta, os dois começariam no que seria El Apóstol.

A contribuição de Valle e Cristiani ao cinema

Hoje, trabalhos de Valle e Cristiani estão totalmente perdidas, não sabendo se alguma coisa restou dos dois. Tudo que se sabe de suas produções são de arquivos de filmes da Argentina e arquivos pessoais da família de Cristiani.

Preservação da cultura e memória

El Apóstol (e todas as obras de Cristiani e Valle), são um lembrete de quão necessário é preservar informações e produções que fazem parte de cada cultura, país e mundo inteiro. A internet facilitou imensamente essa parte importante, mas ainda sim há inúmeros outros arquivos que ainda precisam ser transformados em cópias digitais, já que por mais que se tente preservar rolos de filme, o tempo e as condições nas quais esses itens se encontram são cruéis.