Atuações surpreendentes: 5 filmes em que atores mostraram talentos inesperados!

Filmes inesperados

0

Atuações de atores que surpreenderam o público

Os atores possuem a habilidade incrível de surpreender o público com atuações inesperadas, demonstrando sua amplitude além de seus papéis típicos. Alguns atores adquiriram certas reputações com base em seu trabalho, mas um desempenho completamente inesperado pode pegar o público de surpresa. Foi o caso de Adam Sandler, mais conhecido por seus filmes de comédia dos anos 2000.

Conhecido por suas comédias bobas dos anos 2000, Sandler mostrou um desempenho mais parecido com Al Pacino do que com Happy Gilmore, em Uncut Gems. O filme segue Sandler como o joalheiro e viciado em jogos Howard Ratner, enquanto ele desvia de agiotas e bookmakers em Nova York.

atores
Imagem: reprodução/ Aventuras na Historia

LEIA MAIS:

Berlim, série derivada de La Casa de Papel, ganha trailer INCRÍVEL pela Netflix; assista agora!

Monarch: Legado de Monstros vai ganhar 2ª temporada? TUDO o que se sabe!

Revelações cinematográficas: atores e seus talentos ocultos em 5 filmes memoráveis

Adentrando o fascinante mundo do cinema, este artigo destaca cinco filmes extraordinários onde atores renomados surpreendem o público com talentos até então ocultos. Cada obra apresentada aqui é um testemunho da versatilidade e profundidade artística dos atores, que vão além de suas zonas de conforto para entregar atuações que ficam gravadas na memória dos espectadores. Prepare-se para uma jornada pelas performances mais inesperadas e impressionantes que desafiaram as expectativas e redefiniram carreiras.

Adam Sandler como Howard Ratner em “Joias Brutas” (2019)

Adam Sandler é mais conhecido por suas comédias bobas dos anos 2000, mas sua atuação em “Joias Brutas” foi mais parecida com a de Al Pacino do que com Happy Gilmore. O filme segue Sandler como o joalheiro viciado em jogos de azar Howard Ratner enquanto ele foge de agiotas e apostadores em Nova York. É um thriller incrivelmente intenso, mas Sandler consegue manter o ritmo frenético com sua notável gama emocional.

LeBron James como Ele Mesmo em “Descompensada” (2015)

A versão fictícia de LeBron James de si mesmo não é digna de um Oscar, mas ele consegue fazer ótimas piadas e estabelece uma química improvável com Bill Hader. James se permite ser alvo de piadas às vezes e subverte o tropo clássico de comédia romântica do melhor amigo. O melhor amigo do personagem principal em uma comédia romântica deve ser alguém com quem se pode falar abertamente, mas não deve ser um 4 vezes campeão da NBA como LeBron James. Suas habilidades de atuação foram criticadas anos depois em “Space Jam”, mas “Descompensada” permite que ele jogue com suas forças.

Tom Cruise como Les Grossman em “Trovão Tropical” (2008)

A atuação de Tom Cruise em “Trovão Tropical” foi tão transformadora que era difícil compreender que era realmente o astro de “Top Gun” por baixo das próteses. Não apenas a interpretação de Cruise como o produtor corrupto Les Grossman é notável por sua transição suave para a comédia, mas também se destaca como uma das poucas vezes em que Cruise interpretou um personagem moralmente repreensível.

Daniel Radcliffe como Manny em “Swiss Army Man” (2016)

Daniel Radcliffe tinha apenas 12 anos quando interpretou Harry Potter, o papel que definiria a próxima década de sua carreira. Mesmo depois de deixar Hogwarts para trás, o público ainda associava Radcliffe à magia e bruxaria, mas “Swiss Army Man” de 2016 marcou uma virada completamente inesperada. Radcliffe interpreta um cadáver zumbificado com poderes absurdos que ajudam o personagem de Paul Dano a sobreviver na natureza. A comédia sombria permitiu que Radcliffe se afastasse de Harry Potter e mostrou que ele havia crescido de uma estrela infantil para um ator verdadeiramente talentoso.

Kristen Stewart como Princesa Diana em “Spencer”

Assim como Daniel Radcliffe, Kristen Stewart enfrentou o desafio de se libertar da sombra de uma grande franquia que dominou o início de sua carreira. No entanto, as performances de Stewart na franquia “Crepúsculo” também receberam críticas por sua aparente falta de variedade emocional. Stewart silenciosamente dissipou esse mito com uma série de grandes atuações, mas nenhuma teve o impacto chocante de sua interpretação da Princesa Diana em “Spencer“. A cinebiografia deu a Stewart uma plataforma para demonstrar suas habilidades, e ela respondeu com uma atuação indicada ao Oscar.

Comentários do Facebook