Finais desagradáveis: conheça 5 filmes de terror que foram ARRUINADOS por finais ruins

Quando o clímax não faz justiça ao suspense: os desfechos que decepcionaram os fãs do horror.

Filmes de terror com finais terríveis: 5 casos surpreendentes

É sabido que muitos filmes de terror obtêm a sua marca registrada a partir dos seus impressionantes e inesperados finais. Quem não se lembra dos desfechos intrigantes de clássicos como A Hora do Pesadelo ou Halloween, onde o temido assassino permanece livre? Ou de terrores psicológicos como O Bebê de Rosemary ou Hereditário, que deixam o espectador com uma sensação de horror duradoura? Ainda assim, existe uma faceta menos digna de nota neste gênero cinematográfico: os filmes de terror cujos finais terríveis estragam completamente a experiência proporcionada. Neste artigo, trazemos 5 exemplos de filmes de terror arruinados pelas suas conclusões. CUIDADO: O texto a seguir contém spoilers!

filmes de terror

LEIA MAIS:

Irmãos gêmeos enfrentam desafios IMPRESSIONANTES para provar a inocência do pai neste dorama!

Amor digital e emoções reais: dorama romântico da Netflix MUDOU as regras do gênero!

Quando o terror perde o tom: 5 filmes de terror com finais decepcionantes

A Vila: um caso emblemático de reviravoltas fracassadas

O diretor M. Night Shyamalan já foi um nome muito respeitado no cenário do suspense, mas se tornou motivo de escárnio em Hollywood devido às suas reviravoltas desnecessárias em alguns filmes. A Vila é um bom exemplo disso: o filme apresenta duas reviravoltas bastante confusas. A primeira revela que os monstros da trama são, na verdade, moradores da vila disfarçados. Já o final, onde os habitantes da vila descobrem que estão vivendo no presente dia, só serve para deixar o público ainda mais intrigado.

Halloween 6: A Última Vingança: Um desfecho forçado

O sexto filme da franquia Halloween é um claro sinal de escassez de boas ideias. Para começar, a imortalidade do assassino Michael Myers é justificada por um enredo absurdamente forçado de um culto pagão. Para piorar, o filme apresenta dois finais: um ambíguo, que não esclarece o destino dos protagonistas; e outro que transforma Loomis no “guardião” de Michael.

Pânico 3: Qual era mesmo a motivação do assassino?

Famosa por revitalizar o subgênero do terror slasher nos anos 90, a franquia de filmes Pânico teve sua reputação abalada com o terceiro filme, lançado em 2000. O final anticlimático, apelidado de “o que os dois filmes anteriores satirizaram” foi mal recebido pelo público.

Cemitério Maldito: uma conclusão nada encorajadora

Este filme de 2019, uma das inúmeras adaptações das obras de Stephen King, conclui de forma tão absurda e confusa que até mesmo os fãs do livro original se desencorajaram.

A Freira: a desilusão dos Spin-offs

O “InvocaVerso” teve um início promissor, mas a qualidade de suas produções foi decaindo à medida que mais spin-offs foram lançados. A Freira, por exemplo, surgiu com a proposta de ser o capítulo mais sombrio da saga, explorando a origem do assustador demônio Valak, mas terminou com uma luta decepcionante e uma tentativa forçada de ligação com os eventos de Invocação do Mal.

 

Comentários do Facebook