Disney revoluciona o cinema: O império de ‘Star Wars’ e ‘Marvel’ transformado

A Disney e a saga de sucesso: Como a aquisição de "Star Wars" e "Marvel" moldou o mercado cinematográfico

0

Desde o início do século 21, a indústria do entretenimento tem observado uma série de aquisições estratégicas feitas pelos gigantes do setor. Dentre esses movimentos, a The Walt Disney Company destaca-se por suas escolhas acertadas, que não apenas expandiram seu império na cultura pop, mas também redefiniram o mercado cinematográfico como o conhecemos. Uma análise profunda sobre esse fenômeno revela como as aquisições de “Star Wars” e “Marvel” se tornaram casos de estudo sobre sucesso, inovação e visão de negócios.

Neil Gaiman revela razões por trás de sua saída de projeto animado do Thor na Marvel
Imagem: Divulgação

Leia mais:

7 filmes imperdíveis que estreiam nos cinemas em março de 2024: de terror a ação!

O que é DORAMA? Guia completo e TOP 20 mais populares entre os dorameiros

O início de uma nova era: Disney adquire “Star Wars”

Em 2012, a Disney anunciou a compra da LucasArts, detentora dos direitos da saga “Star Wars”, por um valor de 4,05 bilhões de dólares. Esta aquisição não somente emocionou fãs ao redor do mundo pela promessa de novos filmes, mas também destacou o astuto olhar da Disney para negócios lucrativos. O sucesso dessa integração pode ser observado através dos números: nos 12 anos seguintes, a franquia “Star Wars” gerou para a Disney um lucro avassalador de 13,2 bilhões de dólares, de acordo com o site The Wrap.

Marvel Studios: Uma adição valiosa ao império

Quase simultaneamente à aquisição de “Star Wars”, a Disney também se movimentou para comprar a Marvel Studios, fechando o negócio na transição de 2009 para 2010, pelo mesmo valor desembolsado pela saga intergaláctica. Com mais tempo sob o manto da Disney e um número maior de produções lançadas, a Marvel Studios teve um desempenho impressionante, arrecadando cerca de 11,6 bilhões de dólares. Este sucesso só reforça a tese de que a Disney tem uma fórmula notável para revitalizar e lucrar com suas aquisições.

A ordem que definiu gerações: Como assistir à saga “Star Wars”

Um aspecto fascinante da saga “Star Wars” é a forma como seus filmes foram lançados, criando uma ordem cronológica de acontecimentos que não correspondia à sequência de lançamentos. Para novos fãs ou aqueles interessados em revisitar a saga, entender essa ordem é essencial para captar totalmente a riqueza e complexidade do universo criado por George Lucas. A ordem de lançamentos e a ordem cronológica dos fatos fornecem duas experiências narrativas distintas, ambas envolventes e imersivas.

Por que essa estratégia é bem-sucedida?

A escolha da Disney em adquirir essas franquias não se baseou meramente no potencial lucrativo inerente a elas, mas na capacidade da empresa em expandir, inovar e diversificar o conteúdo original. Por meio dessas aquisições estratégicas, a Disney não só fortaleceu sua posição como líder no entretenimento mundial, mas também criou novas oportunidades para exploração transmídia, abarcando filmes, séries, jogos e vasto merchandise.

Ao analisar esses movimentos, torna-se evidente que o sucesso da Disney reside não apenas na capacidade de escolher as franquias certas para adquirir, mas também na visão criativa para transformar essas aquisições em universos ainda mais ricos e rentáveis. Assim, a história da Disney com “Star Wars” e “Marvel” serve como um estudo de caso emblemático sobre as dinâmicas de poder no entretenimento, estratégias de aquisição e a arte de transformar nostalgia em negócios bilionários para as novas gerações.