Descubra quanto custou cada filme indicado ao Oscar 2024

Orçamentos astronômicos vs. triunfos inesperados: Uma análise dos filmes do Oscar 2024

0

A corrida pelo Oscar 2024 foi repleta de competição acirrada, muito suspense e, claro, altas apostas. Os filmes nomeados nesta edição variaram desde blockbusters multimilionários até pequenos e audazes filmes de baixo orçamento. Com isso, o custo de produção dos principais indicados à categoria Melhor Filme não poderia passar despercebido, revelando a magnitude dessas produções.

Oscar 2024 onde assistir aos filmes indicados aos prêmios Saiba TUDO aqui!
Imagem: Divulgação

Leia mais:

O que é DORAMA? Guia completo e TOP 20 mais populares entre os dorameiros

Descubra os 2 Doramas que Dominam o Top 5 da Netflix!

“Assassinos da Lua das Flores”: O retorno de Scorcese ao Oscar

Comandado pelo renomado diretor Martin Scorsese, “Assassinos da Lua das Flores” foi um dos maiores orçamentos da edição, com a marca de US$ 200 milhões. A superprodução, que explora um trágico episódio histórico dos EUA, sofreu atrasos e adaptações por conta da pandemia, o que ampliou os custos.

“Barbie”: O brilhante retorno do universo das bonecas

Dirigido por Greta Gerwig e estrelado por Margot Robbie e Ryan Gosling, “Barbie” contou com um orçamento de US$ 145 milhões, trazendo à luz uma visão original e rica do mundo da boneca mais famosa do planeta. A autenticidade dos cenários, sem depender de CGI, foi um dos fatores que impulsionaram as despesas da produção.

“Oppenheimer”: A história vencedora do Oscar 2024

Com orçamento de US$ 100 milhões, “Oppenheimer”, de Christopher Nolan, faturou o prêmio de Melhor Filme no Oscar 2024. O longa se baseia na vida do personagem que dá nome ao filme, um dos físicos mais importantes da história. O filme mobilizou uma série de especialistas para garantir fidelidade à história.

Filmes de menor orçamento também se destacam

Por outro lado, produções menores como “Pobres Criaturas”, de Yorgos Lanthimos com um orçamento de US$ 35 milhões e “Anatomia de uma Queda”, de Justine Triet, com US$ 7 milhões, também foram reconhecidas pelo Oscar. É válido destacar que os investimentos menores não ofuscaram a qualidade e a potencialidade dessas obras no cenário cinematográfico. Em todos os anos, o Oscar nos lembra que grandes orçamentos não garantem automaticamente grandes filmes, e que histórias poderosas podem surgir de uma variedade de orçamentos e circunstâncias.