Trecobox
Sua caixa de conteúdo Geek

Crítica T01xE06 What If – Traz uma história onde o vilão vence no final

Confira crítica do episódio dessa semana de What If

0

E mais uma vez What If trouxe Killmonger para mudar os rumos do universo Marvel. E nesse episódio vemos como Erik Killmonger consegue manipular até os países mais poderosos da face da Terra para conseguir seus objetivos.

A história do episódio 6 de What If:

O episódio, “O que aconteceria se… Killmonger tivesse resgatado Tony Stark?”, começa com a cena inicial de Homem de Ferro (2008), com o ataque ao comboio que levava Tony Stark pelo Afeganistão. No entanto, em vez de vermos a captura do gênio bilionário pela organização dos Dez Anéis, somos apresentados a Erik Killmonger resgatando Tony Stark no último momento.

Essa interferência fez com que Tony Stark nunca se tornasse o Homem de Ferro, e consequentemente nunca inventasse a versão miniaturizada do reator arc. Entre as outras mudanças temos as armaduras do Homem de Ferro que saem da jogada e são substituídas por Mechas automatizados, que foram projetados por Killmonger e construídos pela Indústrias Stark, além é claro do fato de Happy Hougan e Pepper Pott não terem mais cargos altos nas Indústrias Starks como na linha do tempo normal do UCM.

A história de origem de um vilão:

Apesar de parecer em um primeiro momento que veremos uma história onde Erik Killmonger será um herói e lutará ao lado dos Vingadores, não é bem assim que a banda toca. Num primeiro momento a relação entre Stark e Killmonger parece ser uma amizade sincera, porém quando os mechas começam a ser produzidos é que as máscaras começam a cair.

Quando a produção da invenção entra em um impasse sobre a geração de energia, Killmonger dá a ideia de utilizarem Vibranium. E quando falamos de Vibranium no UCM, Ulysses Klaue é a pessoa que tem esse material.  Quando vemos uma negociação entre James Rhodes e Klaue, acontece a interferência do Pantera Negra.

E a partir desse momento que Killmonger dá início ao seu plano, ele mata T’Challa fazendo com que Wakanda busque vingança pela morte de seu príncipe herdeiro pelas mãos do Estados Unidos. Ele tem seu plano descoberto por Tony Stark, e acaba matando o gênio bilionário, e levando as Indústrias Stark a produzirem os mechas em grande escala para que o Estados Unidos tenham poder de fogo equivalente a Wakanda.

Quando Killmonger chega em Wakanda é que seu plano finalmente dá certo. Recebendo o agradecimento dos líderes do país, lutando e ajudando a nação à vencer seus inimigos e se tornando o próximo Pantera Negra, e futuro líder de Wakanda.

Final aberto no ep 6 de What If:

Quando o episódio chega em sua reta final, temos um vislumbre de o que poderia acontecer no futuro desse universo. Além do fato de Killmonger ser o novo Pantera Negra, o episódio apresenta também uma futura parceria entre Pepper Pots e Shuri que querem se vingar pela morte de Tony Star e T’Challa, e por último a preparação dos Estados Unidos para tentar uma nova investida contra Wakanda.

No entanto, o final desse episódio acontece justamente quando a história finalmente parecia que iria engrenar. E apesar de saber que What If tem como foco contar apenas um recorte de vários momentos dos mais diversos multiversos, não tem como imaginar o porquê de a história não ter sido um pouco mais prolongada, ou até mesmo sendo contada a partir do momento que Killmonger se tornou o Pantera Negra.

Porém, isso parece ser intencional, e parece ter sido pensado para ter uma continuação em uma possível segunda temporada, apesar de não haver uma confirmação de quais seriam as histórias que poderíamos ver em uma segunda temporada de What If. Mas assim como em episódios anteriores, “O que aconteceria se… Killmonger tivesse resgatado Tony Stark” deixa um final aberto para que talvez possamos visitar novamente esse universo para a continuação desses acontecimentos.

Considerações finais:

O retorno de Michael B. Jordan no papel de Killmonger é muito bem-vindo, e talvez o principal ponto desse episódio.

O vilão de Pantera Negra (2018) foi um dos principais pontos positivos do filme, um vilão com um discurso válido e com ideais fortes, fez com que Killmonger se tornasse querido entre os fãs. Seu retorno nesse episódio fez com que os fãs que pediam sua participação em mais obras da Marvel tivessem seus pedidos aceitos, e cria esperança para o retorno do mesmo em algum filme no futuro.

“O que aconteceria se… Killmonger tivesse resgatado Tony Stark” inovou ao trazer para What If uma história que acaba bem para seu vilão, coisa que já vimos acontecer em Vingadores: Guerra Infinita (2018) e que se repetiu nesse episódio. Outro ponto positivo do episódio é o fato que apesar de se basear em acontecimentos do UCM, ele não se apoia inteiramente nos filmes, e escreve uma história nova para acontecimentos importantes da Marvel nos cinemas.

What If...? | Marvel divulga pôster de Killmonger

Série: What If;

Título do episódio: “O que aconteceria se… Killmonger tivesse resgatado Tony Stark?”.

Elenco:  Jeffrey Wright, Michael B. Jordan, Chadwick Boseman, Leslie Bibb, Don Cheadle, Jon Favreau, Kiff VandenHeuvel, Andy Serkis, Danai Gurira, John Kani, Mike McGill, bety Hoyt, Mick Wingert, Ozioma Akagha.

Nota: 4,0/5,0

Gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre filmesséries e muito mais!

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.