Crítica: Doutor Estranho no Multiverso da Loucura – Vale a pena assistir?

0

Olá, leitores do Trecobox. Já que o filmaço Doutor Estranho no Multiverso da Loucura finalmente chegou aos serviços de streaming, especificamente no Disney+, chegou a hora de lançarmos uma análise completa, para saber se realmente vale a pena se dedicar 2 horas e 06 minutos para assistir neste final de semana, ou posteriormente. Bora conferir!

Tempo estimado de leitura: 12 minutos

Alerta de spoilers: este artigo terá alguns spoilers, e se você se incomodar com isso, é melhor assistir o filme primeiro.

O aguardado filme trata da jornada do Doutor Estranho rumo ao desconhecido. Além de receber ajuda de novos aliados místicos e outros já conhecidos do público, o personagem atravessa as realidades alternativas incompreensíveis e perigosas do Multiverso para enfrentar um novo e misterioso adversário.

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura

Primeiramente, cabe ressaltar que o filme levanta muitas e muitas questões que precisam ser respondidas, tais como: Por que Wanda era tão poderosa? Por que o Doutor Estranho ficou com um olho na testa? Quais são os poderes de América Chávez?

Se você quiser conferir estas e outras respostas do filme, continue a leitura e saiba tudo aqui.

Muito provavelmente, você esperava coisas diferentes no filme, e que não aconteceram. Primeiramente, Doutor Estranho no Multiverso da Loucura é um filme sobre 3 personagens principais: Wanda, Doutor Estranho e America Chavez, sendo que todos eles tiveram excelentes arcos no filme.

Doutor Estranho acha que pode fazer tudo, ele é meio arrogante e prepotente, e sempre quer fazer tudo ao seu modo, e exatamente por isso ele acaba estragando o universo. No início do filme, o Doutor Estranho estava com a Miss América, e ia matá-la roubando seus poderes porque achou que usaria melhor que ela. Esse é o Doutor Estranho.

Entretanto, Doutor Estranho acaba percebendo que a maior ameaça à existência em todos os universos é sempre ele. Resumidamente falando, essa é a lição que o principal Doutor Estranho aprende para encorajar a América no final. Sim, porque é ela quem acaba salvando o filme e resolvendo tudo. E olha, que quase ele fez uma coisa diferente na hora H.

Uma coisa é certa: o Doutor Estranho aprendeu a lição de que em praticamente todos os universos ele não se dá bem, não tendo um final feliz. Inclusive, ele até sofre uma espécie de crise existencail em virtude disso, ao perguntar ao Wong se ele é feliz, lá no final do filme.

Enfim, o filme trouxe um pouco mais de profundidade ao Doutor Estranho, além do que já conhecíamos a respeito dele. Foi muito interessante quando ele provou inclusive saber lutar artes marciais.

O arco da América Chaves nos mostra que ela perdeu as suas mães acidentalmente abrindo um portal dimensional quando ela era criança, e desde então, passou a viver no multiverso. Mesmo desengonçada atualmente, acreditamos que ela deve aprender a dominar os seus poderes, especialmente com o treinamento intensivo em Kamar-Taj.

O MCU certamente pode adaptar muitas histórias que vem sendo contadas há décadas, e as possibilidades são enormes, com o multiverso. Muita coisa ainda pode ser inspirada para ser executada em filmes posteriores.

O poder de Wanda Vision

O que eles fizeram com a Feiticeira Escarlate, desde Wanda Vision eles vêm misturando a saga que Wanda é possuída por Chthon com House of M e Vingadores: A Queda, que é quando Wanda enlouquece sobre seus filhos.

A Feiticeira Escarlate neste filme era uma bruxa implacável, incontrolável. Muito provavelmente, a personagem mais poderosa de todo o MCU. Inclusive, se Thanos aparecesse com a manopla do infinito, ela provavelmente o mataria.

Cenas incríveis com poderes do Doutor Estranho

Uma cena que nos chamou bastante atenção foi a luta com o seu outro eu com notas musicais, sendo usadas para o ataque. Quem imaginaria uma cena destas?

Você também parou para pensar que os sonhos retratam as vidas das suas outras versões no multiverso? Isso é muito interessante. Esse lance dos sonhos, de possuir o corpo de outra versão de si mesmo no multiverso.

Também foi muito legal essa conexão das variantes do multiverso com sonhos e sonambolismo e essa mágica forneceu algumas das cenas mais incríveis do MCU. Wanda do universo Illuminati sendo possuída em casa, o Professor Xavier vendo a verdadeira Wanda daquele universo quando invadiu sua mente, mas a Feiticeira Escarlate quebra mentalmente o pescoço de Xavier e a morte cerebral dele.

Muito legal também foi o Doutor Estranho possuindo o corpo morto da sua versão alternativa, controlando as almas como se fossem um manto, uma versão totalmente inspirada, talvez em Evil Dead, que foi a primeira franquia de Sam Raimi no cinema.

Ademais, o filme tem muitas referências a Evil Dead. Quando você imaginaria ver o Doutor Estranho usando o sonambulismo em uma variante morta dele. Quando você imaginaria ver um zumbi do Doutor Estranho usando espíritos malignos como arma?

Tudo foi muito criativo no filme. Até mesmo a solução para vencer a Wanda foi criativa, não foi forçada, pois seria muito forçado se alguém tivesse poder suficiente para vencê-la.

A América colocar a Feiticeira Escarlate para visualizar os seus filhos do outro universo foi a melhor saída possível. Isso porque, naquele momento as crianças viam a Feiticeira Escarlate como uma feiticeira malvada.

Foi uma boa cena para a Feiticeira Escarlate perceber que as crianças seriam bem cuidadas pela outra Wanda, e que ela nunca seria sua mãe verdadeira. Nesse momento, Wanda conseguiu ter um lapso de consciência, um lapso de valores morais ao ver seus filhos, e percebeu que toda a sua cruzada era egoísta, os filhos que as outras versões dela tem pelo multiverso são muito mais bem cuidados longe dela.

Então Wanda decide apagar todos os Darkholds de todo o multiverso, cada realidade teve seu Darkhold apagado para evitar que mais pessoas fossem corrompidas pelo Darkhold e isso causa o fim do universo. Que foi o caso do Doutor Estranho que usou o Darkhold, todas as pessoas em seu universo foram varridas do mapa, só ele foi deixado.

Tem gente que achou que Wanda se sacrificou nessa cena, se matou ali derrubando o templo com as inscrições originais de Chthon, mas não acho que Wanda morreria tão aleatoriamente, até porque enquanto as pedras do templo vão caindo, um vermelho luz, o que isso sugere que Wanda saiu de lá.

Entretanto, somente nos próximos filmes saberemos o que aconteceu com ela, mas uma das possibilidades é que esse feito absurdo a tenha enviado para OUTRO MUNDO, para a Prisão do Caos de Chthon. Porque apagar um artefato mágico das realidades INFINITAS é um feito absurdo e com certeza Chthon sentirá o que Wanda sentiu, com certeza terá consequências.

Olho na Testa do Doutor Estranho

O próprio Doutor Estranho tem o olho na testa que o Doutor Estranho que usou o Darkhold tinha, isso sugere que esse olho é uma consequência dele ter usado o Darkhold, ou seja, ele usou um pouco, já mexeu com a pessoa.

Nos quadrinhos, o olho que aparece na testa do Doutor Estranho é o olho de Agamotto, isso lhe dá o poder de ver a verdade, desfazer ilusões, disparar rajadas mágicas, fazer ataques mentais.

A questão é que este olho só pode ser usado para magia branca, magia para o bem, para ordem. Enquanto no MCU parece que esse olho tem uma conexão com a força oposta, tem uma conexão com a magia do caos, magia negra, que é de Chton.

Então com certeza vão mudar tudo, porque no MCU o Olho de Agamotto estava sendo usado para segurar a pedra do infinito, e nem era um artefato tão poderoso, só protegia a própria joia, isso era estranho, porque em os quadrinhos é muito poderoso.

Considerações finais

Mesmo por isso, Wanda era tão poderosa, além de ser a Feiticeira Escarlate ela tinha acesso ao Darkhold, o livro que contém todo o conhecimento da magia do caos, magia negra, Doutor Estranho só teria chance de derrotar a Feiticeira Escarlate se tivesse conseguido para pegar o livro do vishanti, que é o oposto do darkhold, é um livro de magia boa, nesse livro estão todos os feitiços de magia mais poderosos da ordem, magia branca, que é a magia que o MCU mages use lá em Kamar-Taj.

É muito provável que esse livro de Vishanti ainda exista no universo principal do MCU já que o livro que Wanda destruiu estava no universo dos Illuminati, é bom para Strange lembrar disso, porque se ele estiver realmente infectado pelo Darkhold ele vai preciso do livro de Vishanti.

Além disso, falando do universo Illuminati, esperamos que a capitã Carter de alguma outra realidade apareça novamente no MCU, ela era boa demais, seu uniforme é tão lindo. Black Lightning também foi um figurino muito fiel aos quadrinhos, Reed Richards foi fantástico

Além disso, Reed Richards disse que tinha uma família, ou seja, tem um Quarteto Fantástico nesse universo, tem Sue Storm, tem Franklin Richards, tem Inumanos já que Raio Negro é o Rei deles, há X-Men desde que ele tem o Professor Xavier.

O que queremos dizer com isso? Os Illuminati não são um time como os Vingadores, X-Men, e tal… cada membro dos Illuminati tem seu próprio time, resolve suas próprias coisas, os Illuminati são apenas um grupo que une os principais líderes de cada time na Terra Para que juntos tomem as melhores decisões para traçar o destino do mundo, é uma equipe justamente para lidar com as ameaças ao seu mundo, ao seu universo.

Eles se formam quando há uma grande ameaça cósmica, pois é preciso a união dos grandes líderes de cada grupo. Então faça as contas, se Doutor Estranho, Loki e vários outros personagens têm versões de si mesmos em todos os universos, já está praticamente confirmado que todas essas equipes e grupos já existem no MCU. Em algum lugar lá, Inumanos, X-Men, Quarteto Fantástico. E quem sabe, talvez existam até os Illuminati do universo principal do MCU, se eles ainda não existem Doutor Estranho criará no próximo filme como eles irão adaptar o arco das incursões.

Gostamos muito de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, e estamos sentindo que a Marvel já deixou pra lá e agora estão criando um universo bem fantasioso e divertido como é nos quadrinhos, sem se preocupar muito sobre isso com realismo, com aquela coisa pé no chão ou ter que explicar cada pequeno detalhe, não, nós queremos entrar e ler um quadrinho em ação ao vivo, certo, você não precisa fingir que a mágica é não mágica, que magia é energia cósmica, magia é magia.

Você tem que deixar pra lá, fazer magia de verdade, feitiçaria, possessão, usar almas, e dessa vez os caras fizeram isso, e Sam Raimi soube dar o toque de terror que esse filme precisava.

Então é como ler uma história em quadrinhos, você sabe, você não pode assistir ao Multiverso da Loucura e realmente não sentir que está assistindo a uma história em quadrinhos.

E sim, vale a pena assistir!

Comentários do Facebook

Vai Ter Continuação do Filme Continência Ao Amor? QUAIS MUDANÇAS EXISTEM ENTRE LÚCIFER DE TOM ELLIS E DE SANDMAN? Future Games Show Terá Mais de 50 Jogos TODAS AS RESPOSTAS QUE ESPERAMOS TER NA NOVA SÉRIE DO DEMOLIDOR NO MCU CONFIRA ESSE COSPLAY SURREAL DO GERALT VERSÃO FEMININA