Trecobox
Sua caixa de conteúdo Geek

Crítica 1ª temporada de What If – sozinha é bom, mas junto decepciona

Com 9 episódios What If se mostrou uma excelente série de antologias, mesmo que o objetivo não fosse esse.

0

Afinal, o que é What If…?:

What If…? é baseada na série de quadrinhos da Marvel de mesmo nome, os quadrinhos tem como objetivo contar histórias que já aconteceram antes. Porém nessas duas séries, a dos quadrinhos e a série do Disney+, os acontecimentos sofrem diversas mudanças, normalmente tem um final ruim para os personagens e para o universo que eles vivem.

E para guiar o leitor/expectador temos Uatu, o Vigia, um ser da raça dos Vigilante, um ser onipresente que tem como objetivo ver e anotar tudo que acontece nas mais diversas realidades, mas ele e todos de sua raça tem um juramento de nunca interferirem nos acontecimentos que eles observam. E com esse personagem nós como leitores/expectadores acompanhamos as mais diversas histórias com os mais diversos desfechos para esses personagens que no final não tem impacto algum com o universo original.

E a série animada da Marvel traz esse conceito de desfechos diferentes para as histórias principais do UCM, a 1ª temporada é uma homenagem para as primeiras 3 fases do UCM.

Mas afinal porque usar uma animação nessa série?:

Como essa primeira temporada de What If tem como foco recontar as histórias das fase 1, 2 e 3 do MCU surge um grande problema: como trazer os personagens de atores que já encerraram seus contratos, como Homem de Ferro e Capitão América?

Isso foi resolvido com a animação, apesar de muitas vezes as animações serem consideradas “inferiores”, What If mostra que animações podem sim ter relevâncias em qualquer tipo de entretenimento. Se você viu os episódios em inglês, e já acompanhou alguma produção da Marvel anterior, talvez a voz de algum herói possa causar um leve estranhamento, isso aconteceu por causa de nem todos os atores originais voltarem para fazer a dublagem dos seus respectivos personagens, entre os personagens que foram dublados por outros atores/atrizes estão, Steve Rogers/Capitão América, Tony Stark/Homem de Ferro, Carol Danvers/Capitã Marvel, Gamora e Peter Paker/ Homem-Aranha.

E apesar de causar uma leve estranheza no início, o estilo da animação de What If é relativamente bonito, já que gosto e opinião são relativos a quem está assistindo, no entanto a animação não é nem um pouco desagradável ou mal feita. Junto disso, é claro, a atenção que a produção teve em fazer os episódios, e é perceptível como cada episódio da série chegue à risca o estilo da animação e não foge nem um pouco do estilo proposto.

Inclusive, confira as críticas de cada episódio da primeira temporada de What If separadamente logo abaixo:

Crítica T01xE01 What If – Apresenta O Conceito De Multiverso, Mas Acaba Não Inovando Muito.

Crítica T01xE02 What If – Traz Novidades E É Uma Linda Homenagem Para Chadwick Boseman

Critica T01xE03 What If…? – Com Um Episódio “Quem Matou?”, O Terceiro Episódio Vem Com Novos Personagens Para O UCM

Crítica T01xE04 What If – Em Um Episódio Focado Na Magia, Temos Uma Nova Faceta Do Doutor Estranho.

Crítica T01xE05 What If – Episódio 5 Traz Referências Desde Do UCM Até Futurama

Crítica T01xE06 What If – Traz Uma História Onde O Vilão Vence No Final

Crítica T01xE07 What If- É O Episódio Que Prepara O Palco Para O “Gran Finale”

Crítica What If T01xE08- É A Virada De Chave Para A Série

Crítica What If T01XE09 – Foi Um Episódio Que Prometia Muito E Entregou Pouco

Os problemas de What If:

Apesar do excelente trabalho na animação, a parte do roteiro tem alguns problemas em encerrar suas histórias. Tirando os dois últimos episódios e o episódio do Doutro Estranho Supremo, What If parece ter um problema em dar um ponto final as histórias de seus episódios, os episódios sempre acabam com um final muito aberto, mesmo que exista a intenção de fazer uma continuação de alguma dessas histórias, esse final muito aberto traz a sensação de que queriam fazer mais alguma coisa, mas que por algum motivo não puderam ser encerrados.

Porém, podemos dizer que isso tudo pode ter ocorrido devido a pandemia, desde do início da pandemia várias produções foram obrigadas a adiar e parar durante algum tempo. E logicamente todas as produções da Marvel tiveram suas estreias adiadas, e What If sofreu isso, a série inicialmente teria 10 episódios, e devido aos adiamentos só foram feitos 9 episódios produzidos.

Inclusive, por isso que não tivemos um episódio focado na Gamora que compôs a equipe do último episódio, o episódio que contaria a história de como ela e Tony Stark derrotaram Thanos e destruíram as joias do infinito desse universo. E apesar de nunca falarem se toda essa situação da pandemia afetou de alguma forma a duração dos episódios.

Além disso What If tem um grande problema em conseguir juntar seus episódios em uma obra só. Apesar de termos o Vigia como uma espécie de guia para o espectador, ele nos situa sobre a história e o universo de cada episódio, porém quando o espectador vem de mais de 10 anos de UCM, onde cada filme se encaixa como uma peça que por menos importante que seja, a junção deles faz com que o universo apresentado seja muito consistente em seus acontecimentos, e isso não acontece em What If.

Por causa disso What If sofre ao tentar fazer 10 anos de UCM em 9 episódios, e seu final traz uma equipe que não tem carisma algum e não conseguem fazer com o espectador se importe com a segurança dos heróis ou de seus universos.

Apesar disso, a maioria dos episódios são ótimas histórias quando são vistas sem a necessidade de se preocupar com outros episódios, séries ou filmes. No fim What If  é uma série que faz com que os roteiristas exerçam sua criatividade ao máximo ao imaginar os diferentes desfechos para essa histórias que já são tão consagrados para a cultura pop.

Considerações finais:

What If foi uma grata surpresa pra quem gosta de animações e queria ver alguma animação oficial do UCM. Mas por outro lado apesar de realmente ser parte do UCM, não fica claro qual a real função da animação dentro do palco que é o Universo Cinematográfico da Marvel.

E aparentemente a única real função da animação é mostrar e apresentar o conceito de multiverso da Marvel, a melhor explicação pra What If é que a série foi planejada pra servir como um preparatório para o futuro do UCM. Afinal, depois do fim de Loki com a linha sagrada do tempo se desfazendo e abrindo espaço para o multiverso, é necessário que haja algum meio de explicar o multiverso para o espectador que não tem esse conhecimento prévio.

No fim What If é uma série pra quem não quer se preocupar em juntar as peças do UCM e quer apenas ver mais uma produção com esses heróis tão queridos que são os personagens da Marvel.

Série: What If…?;

Diretor: Bryan Andrews;

Produção: Kevin Feige, A.C. Bradley, Bryan Andrews, Victoria Alonso, Louis D’Esposito e Brad Winderbaum;

Roteiro: A.C. Bradley e Matthew Chauncey.

Nota: 2,5/5,0.

 

 

 

 

Gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre filmes, séries e muito mais!

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.