Conheça o DORAMA que se tornou um FIASCO colossal

fiasco colossal de um dorama

0

Fiasco de ‘O Rei Eterno’: lições aprendidas na indústria de doramas

O Rei Eterno” (“The King: Eternal Monarch”), um dorama que prometia ser grandioso, se tornou um fiasco colossal, decepcionando fãs e críticos. Com um orçamento de 25 milhões de dólares e grandes nomes como Lee Min-ho e Kim Go-eun no elenco, o que deu errado?

dorama
Imagem: reprodução/ Sobre Sagas

LEIA MAIS:

Descubra os 2 Doramas que Dominam o Top 5 da Netflix!

Descubra ‘Mão de Ferro’: A nova série espanhola que chegará à Netflix em março

Roteiro inconsistente e direção fraca

A história, que gira em torno de um rei que viaja para um universo paralelo e se apaixona por uma detetive, tinha potencial para ser mágica. Mas a execução deixou muito a desejar. O roteiro, inconsistente e cheio de furos, foi duramente criticado. A direção, considerada fraca e sem ritmo, também contribuiu para a decepção.

Atuações que não convenceram

Mesmo com a presença de estrelas como Lee Min-ho e Kim Go-eun, as atuações não foram suficientes para salvar o dorama. A falta de química entre os protagonistas e a entrega inconsistente de alguns personagens secundários geraram críticas negativas.

Um investimento que não se pagou

Com um orçamento milionário, “O Rei Eterno” teve um retorno financeiro abaixo do esperado. A baixa audiência na Coreia do Sul e a recepção negativa do público internacional resultaram em um grande prejuízo para a produtora Studio Dragon.

Lições aprendidas?

O fiasco de “O Rei Eterno” serve como um alerta para a indústria de doramas. Investir em grandes nomes e orçamentos exorbitantes não garante o sucesso. É preciso ter um roteiro sólido, direção competente e atuações convincentes para conquistar o público.

Vale a pena assistir ao dorama?

Se você busca um dorama com roteiro impecável, atuações memoráveis e uma história envolvente, “O Rei Eterno” não é a melhor escolha. No entanto, se você tem curiosidade para ver como um grande projeto pode dar errado e se divertir com as falhas da produção, pode ser uma experiência interessante.

Lembre-se: nem tudo que brilha é ouro, e no mundo dos doramas, isso também é verdade.