Fim de uma era: o sonho do carro da Apple encerra após 10 anos

O fim do AppleCar

0

Após 10 anos, Apple cancela projeto de carro elétrico e autônomo

A Apple, após uma década empenhada no desenvolvimento de um projeto de carro elétrico e autônomo, anunciou recentemente o cancelamento da iniciativa. Os mais de 2 mil funcionários dedicados ao projeto foram informados do cancelamento pelo diretor de operações, Jeff Williams, e por Kevin Lynch, líder do Projeto Titan, responsável pelo denominado “Apple Car“.

Apple
Imagem: reprodução/ image generated by AI

LEIA MAIS:

Tom Cruise será estrela em novo filme de diretor vencedor do Oscar [Descubra os detalhes]

Teste de Personalidade: Qual personagem de Dorama seria seu par ideal?

Da aceleração para a desaceleração

Segundo relatórios, o time do “Apple Car” será realocado para as equipes de inteligência artificial da companhia. O conhecimento adquirido e o avanço tecnológico alcançado durante o desenvolvimento do veículo serão aproveitados em outros projetos internos. Iniciado em 2014, o projeto tinha como objetivo entregar um veículo totalmente autônomo, de nível 5, sem volante e pedais. Uma meta que até mesmo a Tesla, referência no setor de carros elétricos e autônomos, ainda não atingiu.

O valor do “Apple Car”

Havia especulações de que eles planejavam anunciar o veículo até 2028. Estimava-se que o preço de mercado do automóvel poderia chegar a US$ 100 mil (R$ 493 mil, na cotação atual) justificável pela inovação e tecnologia empregada, superior à de seus concorrentes, como a Tesla, cujo carro de maior valor, o Model X Plaid, custa US$ 94.990, cerca de R$ 468.500.

Direcionando investimentos para a inteligência artificial

O cancelamento do projeto do veículo elétrico e autônomo faz parte de uma estratégia da empresa para focar e investir em tecnologia de inteligência artificial generativa. Com a OpenAI tendo lançado seu modelo de IA ChatGPT ao mundo no ano passado, outras gigantes da tecnologia, como Google (com Gemini), Samsung (com Galaxy IA), Meta (com Llama), X (ex-Twitter, com Grok) e Microsoft (com Copilot e aportes na OpenAI), também buscam desenvolver tecnologias neste campo cada vez mais relevante.

Recuperando o tempo perdido

A Apple, que está atrasada no desenvolvimento da inteligência artificial, enxerga nesse movimento a oportunidade para recuperar o tempo perdido. Segundo anunciou recentemente o principal executivo da Apple, Tim Cook, a empresa terá IA generativa até o final deste ano. Vale lembrar que a Samsung, principal rival da Apple, já anunciou seu novo Galaxy S24 com a tecnologia Galaxy AI, pressionando a Apple a trazer uma nova tecnologia de IA para o próximo iPhone, a versão 16, equipada com a tecnologia LLM.

Em resumo, apesar do cancelamento do ambicioso “Apple Car”, a empresa continua na vanguarda da tecnologia, focando agora em se destacar no cada vez mais competitivo mercado de inteligência artificial.

Apple
Imagem: reprodução/ Apple Car Concept