Conectar-se com

Artigo

Anos oitenta e a nostalgia na trilha sonora de Stranger Things

Publicado

Em

Anos oitenta e a nostalgia na trilha sonora de Stranger Things

 

Anos Oitenta e seus elementos em Stranger Things

 

A Década de oitenta é tão importante no enredo de Stranger Things que chega a ser quase um personagem à parte. Por isso, os easter eggs são incríveis e a todo tempo você relembra (ou conhece) músicas, filmes, jogos desse período tão peculiar. Sem dúvidas, a série provou ser mais do que um alimento para a nostalgia. Afinal, são interpretações incríveis, em especial do elenco infantil. Além disso, as sátiras e provocações presentes no enredo dão um tempero especial e fazem de Stranger Things uma produção que conquistou a todos. Em especial os saudosos dos anos oitenta não têm do que reclamar.

 

Anos oitenta e a nostalgia na trilha sonora de Stranger Things

 

Músicas que são a cara dos Anos Oitenta

Há muito tempo, as trilhas sonoras são mais do que um pano de fundo para as produções. A saber, algumas músicas se tornaram símbolos indissociáveis das obras que embalam ( Somebody saaaaaaave me! Leu cantando, né?). Da mesma forma, algumas obras são enaltecidas pela trilha sonora (Olá, Guardiões da Galáxia!). Em Stranger Things, por sua vez, as músicas têm um lugar de destaque na composição da história. Tanto a ambientação espacial, quanto temporal são ilustradas com muito mais facilidade ao som de clássicos dos anos oitenta que traz muita nostalgia. De Kenny Rogers e Doly Parton com a clássica Island in The Stream a Bom Jovi, com Runaway, a série toca quase tudo que é oitentista. Entretanto, algumas músicas merecem destaque nessa lista:

 

Should I Stay or Should I Go

Should I Stay or Should I Go, do The Clash. A música preferida de Will Bayers se mistura completamente à história do menino zumbi. O sobrevivente do Mundo Invertido muitas vezes se viu em situações em que precisava decidir se fugia ou permanecia no lugar em que estava. Inclusive, foram essas decisões que o mantiveram vivo. Só a famosa abertura do The Clash já criava um ambiente de suspense. Aliás, a banda é a cara do Punk dos anos oitenta, que teve uma certa ênfase maior posteriormente na segunda temporada.

 

Anos oitenta e a nostalgia na trilha sonora de Stranger Things

 

 

 

 

Africa – Toto

A música mais querida da internet não poderia ficar de fora! “I bless the rain down in Africa” é a frase mais famosa da canção que vivou meme e se tornou uma das mais amadas das redes sociais (veja aqui). Essa febre por Africa se intensificou em 2016/2017, época em que apareceu na série. Dos anos oitenta até hoje, sem dúvidas, a canção é unanimidade nos corações. Ela é a trilha que embala a cena de amor entre Nancy e Steve. Na verdade, quando se fala em África e década de oitenta, é comum lembrar de musicais voltadas para ajudar o continente africano. Mas a música de Toto não é sobre ajuda humanitária, mas sobre uma história de amor e traz uma nuance poética sobre a forma de ver a África.

 

Anos oitenta e a nostalgia na trilha sonora de Stranger Things

 

 

 

Every Brath You Take – The Police

Mais um clássico oitentista que apareceu em Stranger Things foi Every Breath You Take, do The Police. Apesar de ser trilha sonora de vários romances, Sting, vocalista da banda já veio a público dizer que essa não é uma canção de amor. Na verdade, narra a história de um stalker obcecado por alguém a quem persegue. Entretanto, a música escolhida para embalar a dança de Mike e Eleven ganha uma interpretação diferente quando se trata do jovem casal. A saber, a música pode ser uma referência à capacidade de El de se conectar mentalmente com Mike e observá-lo. Ainda assim, não podemos negar que há um quê de sentimento de posse dela pelo amado. Um exemplo disso é quando ela derruba Maxine do skate por ciúme.

 

 

 

 

 

Rock You Like a Hurricane – Scorpions

Aqui estou eu para te balançar como um furacão” é a tradução da frase mais famosa dessa música do Scorpions. Não por menos, foi a canção escolhida para a primeira aparição de Billy. Ele realmente abalou as estruturas das meninas de Hawkins, em especial da Senhora Wheeler. Porém, não só mexeu com o coração das meninas, como desestabilizou os rapazes com seu jeito afrontoso, principalmente Steve. Além dele, Maxine estava no carro e saiu com seu skate. A Madmax também causou algum reboliço no grupo dos meninos com sua chegada.

 

Anos oitenta e a nostalgia na trilha sonora de Stranger Things

 

 

Outras músicas da trilha sonora

Sem dúvidas, toda a trilha sonora da série é impecável. Do pop ao rock, passando pelo country e outros ritmos, a vontade de dar replay toma conta da gente o tempo todo. Afinal, a nostalgia é tanta, que a gente logo se sente na década de oitenta. Nesse contexto, a frase “saudade do que a gente não viveu” até faz algum sentido. Em virtude disso, o site Música de Séries fez uma lista com todas as músicas das duas temporadas de Stranger Things. Por certo, vale super à pena conferir. É possível, ainda, encontrar a trilha em plataformas de streaming.

 

Quais clássicos da década de oitenta podemos esperar na trilha sonora da terceira temporada?

Os primeiros trailers da terceira temporada trouxeram referências a uma fase diferente dos anos oitenta. A saber, a série vem mais colorida, mostrando o boom das academias de dança e ginástica. Por isso, é possível que essa temporada traga mais pop. É provável que apareçam músicas mais dançantes e levem nossa nostalgia a um outro lugar. Entre essas, talvez, Physical, da Olivia Newton John que, certamente, é a melhor representante dessa categoria de música. Afinal, a canção ficou dez semanas seguidas em primeiro lugar no Top 100 da Billboard. Apesar dessa vibe mais colorida, as músicas que, de fato, apareceram nos trailers seguem linha mais Rock”n Roll. O último trailer (que a Trecobox divulgou aqui), por sua vez, resgata o clima de suspense peculiar de Stanger Things.

 

Primeiro trailer oficial da terceira temporada traz uma nova cara dos anos oitenta

Com os casacos aposentados, a galera de Stranger Things volta com outra fotografia. Certamente a trilha sonora acompanhará as mudanças. No entanto, o primeiro trailer manteve o rock. A começar com Home Sweet Home do Mötley Crüe. A música é mais um Glan Rock daqueles bem típicos dos anos oitenta, em que caras cabeludos com pinta de revolucionários cantam uma música com letra brega de amor. Porém, o legal é que o clipe dessa música é incrível e traz justamente uma sátira a elementos oitentistas, como filmes de terror e exibição de corpos sarados.

 

 

A outra música que aparece no trailer é Baba O’Riley do The Who. Não basta ser de uma das bandas mais respeitadas de todos os tempos, a canção está na lista de melhores do mundo, segundo a revista Rolling Stone. Além disso, talvez o fato de a música repetir a expressão “Teenage wasteland” chame atenção do público a essa fase mais crescida do elenco principal. De qualquer forma, a escolha é incrível. Certamente, o som eletrizante cria um clima de suspense e nostalgia que os fãs de Stranger Things adoram.

 

Summer in Hawkins (trailer especial)

O trailer especial da terceira temporada é a cara da vibe mais colorida que a série deve tomar. Por conta disso, já começa com um Rockabilly bem dançante, com uma pegada anos cinquenta. Entretanto, Rock This Town, da banda Stray Cats é de 1981. A saber, o grupo se caracterizava justamente por trazer a nostalgia dos anos cinquenta misturada a elementos do punk, fazendo um som único. Já a música que embala a caminha sensual de Billy é do final da Década de setenta. A saber, trata-se de Moving in Stereo do The Cars.

 

 

Se você curte Stranger Things e a nostalgia que a série traz, fique de olho na Trecobox, pois estamos ansiosos para a terceira temporada.

 

Esperamos que tenham gostado da nossa seleção musical! Até a próxima!

Comentários via Facebook

Uma pessoa que tenta harmonizar as várias coisas que ama. Formada em literaturas, a leitura é a paixão que logo salta. Em paralelo aos clássicos literários, veio o gosto pelo mundo dos super-heróis, mais especificamente das heroínas. Louca por músicas das décadas de 70 e 80 (obrigada, Guardiões da Galáxia!). Adora produzir e revisar textos. Protagonismo feminino é seu assunto preferido. No meio disso tudo, ainda é fã de maquiagem e está "engatinhando" na makeup artística para, no futuro, fazer cosplay.

Propaganda

Canal Trecobox |

Propaganda
Propaganda

Review TBX |

Propaganda

Facebook |

Propaganda

Mais lidas

Copyright © Trecobox 2019