Anatomia de Uma Queda: conheça o filme europeu que é a SENSAÇÃO de 2023!

Ama um bom filme de suspense? Então veja mais detalhes de "Anatomia de Uma Queda", o vencedor do Oscar Europeu deste ano!

0

“Anatomia de Uma Queda” é destaque no Oscar Europeu 

 

O universo cinematográfico europeu, repleto de diversidade e excelência artística, é homenageado anualmente no Oscar Europeu, um evento que reconhece as realizações notáveis na sétima arte. Neste ano, “Anatomia de uma Queda” conquistou o coração dos jurados e do público, emergindo como o grande vencedor da noite. 

 

A trama habilmente conduz os espectadores por uma jornada emocional, apresentando personagens tridimensionais e questionando as nuances da moralidade. As performances impressionantes do elenco contribuíram para a autenticidade da história, elevando-a a um patamar de excelência.

 

O filme mergulha nas camadas mais profundas da psique humana, abordando temas como redenção, perdão e a luta pela reconciliação. A habilidade dos cineastas em transmitir essas mensagens de maneira tocante e universal solidifica “Anatomia de uma Queda” como uma obra-prima que transcende fronteiras culturais.

“Anatomia de Uma Queda”: detalhes da trama  

Aos amantes de true crime esse filme é um prato cheio, mas é importante destacar que diferente dos thriller comuns essa obra não conta com flashbacks e histórias do passado. “Anatomia de uma Queda” se faz pela ausência de detalhes e informações, daquilo que não é exibido. 

 

Ao iniciar o filme, somos apresentados à personagem alemã Sandra (interpretada por Sandra Hüller, de “Toni Erdmann” de 2016), uma renomada autora de histórias policiais de sucesso. Em uma entrevista com uma jovem jornalista, surge um flerte aparente, mas  a conversa é abruptamente interrompida por Samuel (Samuel Theis), seu marido, que permanece invisível, iniciando do seu quarto a reprodução insistente de uma canção do rapper 50 Cent em volume máximo. Diante desse cenário, a entrevistadora desiste e se retira. Mais tarde, ao retornar de um passeio com seu cão, Daniel (interpretado por Milo Machado Graner) depara-se com seu pai na neve, apresentando um ferimento na cabeça.

Anatomia de Uma Queda
Imagem: Divulgação

 

A cena não deixa claro se  foi um suicídio ou um assassinato, mas independentemente da resposta, Sandra torna-se peça-chave na investigação e no subsequente julgamento angustiante, que expõe a intimidade do casal. O promotor, ansioso para retratar a escritora como uma esposa autoritária, infiel e antiética, insinua que ela levou o marido ao desespero, culminando em um ataque de paixão que resultou em sua morte. Com a assistência de seu advogado, Sandra tenta se defender e apresenta uma versão de seu marido como alguém vulnerável e desencantado com a vida. No tribunal, cada decisão tomada ao longo de seu casamento é minuciosamente examinada e exposta publicamente por indivíduos que nunca tiveram contato direto com ela, seu marido ou seu filho.

 

Ou seja, a história acaba virando um quebra-cabeça, mergulhando nas camadas mais profundas da psique humana e abordando temas como redenção, perdão e a luta pela reconciliação. O filme ainda não está disponíveis nas plataformas de streaming, mas com todo esse sucesso em breve será possível assistir essa obra em casa! 

Leia mais: Feriado Sangrento: novo terror slasher mistura violência e diversão e irá conquistar você!

Lista completa de prêmios do Oscar Europeu

  • Melhor Filme: “Anatomia de uma Queda”, de Justine Triet;
  • Melhor Direção: Justine Triet, por “Anatomia de uma Queda”;
  • Melhor Roteiro: Justine Triet & Arthur Harari, por “Anatomia de uma Queda”;
  • Melhor Atriz: Sandra Hüller, por “Anatomia de uma Queda”;
  • Melhor Ator: Mads Mikkelsen, por “The Promised Land”;
  • Melhor Documentário: “Smoke Sauna Sisterhood”, de Anna Hints;
  • Descoberta Europeia – Prêmio FIPRESCI: “How To Have Sex”, de Molly Manning Walker;
  • Prêmio Audiência Jovem: “Scrapper”, de Charlotte Regan;
  • Melhor Animação: “Robot Dreams”, de Pablo Berger;
  • Melhor Fotografia: Rasmus Videbæk, por “The Promised Land”;
  • Melhor Edição: Laurent Sénéchal, por “Anatomia de uma Queda”;
  • Melhor Design de Produção: Emita Frigato, por “La Chimera”;
  • Melhor Figurino: Kicki Ilander, por “The Promised Land”;
  • Melhor Maquiagem e Cabelo: Ana López-Puigcerver, Belén López-Puigcerver, David Martí & Montse Ribé, por “A Sociedade da Neve”;
  • Melhor Trilha Sonora: Markus Binder, por “Club Zero”;
  • Melhor Som: Johnnie Burn & Tarn Willers, por “Zona de Interesse”;
  • Melhores Efeitos Visuais: Félix Bergés e Laura Pedro, por “A Sociedade da Neve”. 

Imagem: Divulgação

 

Comentários do Facebook