Medo em cinco estrelas: os 7 melhores filmes de terror da década até agora!

Terror e sofisticação: sete obras-primas que definem a era atual do cinema de horror

Filmes de terror de 2020 a 2023: o melhor do gênero

O cenário cinematográfico da última década tem sido um terreno fértil para o surgimento de filmes de terror que tanto exploram profundidades psicológicas quanto oferecem uma estética visual refinada. Desde produções independentes até grandes orçamentos de estúdio, a indústria tem surpreendido os entusiastas do gênero com tramas criativas, efeitos visuais impactantes e uma habilidade peculiar de explorar nossos medos mais íntimos. Aqui, mergulhamos no universo de sete filmes que se destacaram no cenário do horror e discutimos o que os torna memoráveis.

filmes de terror

LEIA MAIS:

BGS 2023: TUDO sobre o mais importante evento de games do Brasil!

Turma da Mônica Jovem: primeiro trailer está repleto de MISTÉRIOS; assista!

Imersão nas sombras do filme de terror contemporâneo

A arte de conjugar medo e narrativa se encontra de maneira peculiar nos filmes de terror, uma categoria que sempre soube explorar as profundezas de nossas inseguranças e pavores. Ao longo da última década, fomos testemunhas de uma ressurreição do filme de terror, com produções que não apenas nos provocaram arrepios na espinha, mas também desencadearam reflexões sobre nossa sociedade e natureza humana. Neste percurso por territórios macabros, vamos destacar os 7 filmes de terror que, com suas tramas cativantes e críticas potentes, não apenas se destacaram nas bilheterias e críticas, mas também influenciaram e, de certo modo, redefiniram o que um filme de terror pode ser e representar na cultura cinematográfica atual.

‘Você Não Estará Só’ (2022)

Este filme macedônio, que foi calorosamente recebido por críticos ao redor do mundo, nos introduz a uma história ambientada numa aldeia isolada, explorando temas de solidão, pertencimento e a eterna busca por conexão humana através da lente obscura e misteriosa do folclore local.

‘Censor’ (2021)

‘Censor’ lança um olhar sobre a era da “Video Nasty” na Grã-Bretanha dos anos 80, proporcionando um mergulho perturbador na mente de uma censores de filmes que se torna obcecada por um filme em particular, explorando questões de trauma, realidade e paranoia.

‘O Telefone Preto’ (2021)

Desenvolvido a partir de um conto de Joe Hill, este filme leva os espectadores para o coração da escuridão, onde um adolescente sequestrado precisa utilizar todos os recursos ao seu alcance – incluindo um telefone aparentemente comum – para enfrentar um assassino astuto e sobreviver.

‘Possessor’ (2020)

Na ficção científica de terror de Brandon Cronenberg, um novo tipo de assassino é revelado: os que utilizam a tecnologia para possuir corpos alheios e executar assassinatos, proporcionando um comentário assustador e visceral sobre identidade, moralidade e perda da humanidade.

‘Titane’ (2021)

Explorando um universo onde o amor é tanto mecânico quanto humano, ‘Titane’ oferece um vislumbre estranhamente cativante e grotesco da vida de uma mulher e sua relação incomum com os carros, desafiando normas de gênero, sexualidade e humanidade.

‘O Homem Invisível’ (2020)

O remake contemporâneo reinventa o clássico da ficção científica, focando na sobrevivência de uma mulher que é perseguida por um ex-abusivo invisível, oferecendo um comentário contundente sobre relações tóxicas e a incessante busca por validação na era da invisibilidade tecnológica.

‘Host’ (2020)

Um espelho perturbador de nossos tempos, ‘Host‘ capitaliza sobre os medos gerados pela pandemia global, utilizando a familiaridade da plataforma Zoom para levar o terror para nossas casas, numa narrativa inovadora e assustadora que explora amizade, isolamento e a imprevisibilidade dos rituais espiritualistas.

Esta era de ouro do cinema de terror nos convida a explorar nossas próprias sombras através de uma lente escurecida, levando-nos numa viagem por mundos onde nossos medos mais profundos são trazidos à tona e dançam diante de nossos olhos, tanto aterrorizando quanto fascinando. Estes filmes, cada um à sua maneira, eternizam-se como clássicos modernos, expandindo as fronteiras do gênero e redefinindo o que significa ser um filme de terror na contemporaneidade.

Comentários do Facebook