Conectar-se com

Games

Call of Duty | Políticos americanos culpam o jogo pelo tiroteio em El Paso

Publicado

Em

Call of Duty | Políticos americanos culpam o jogo pelo tiroteio em El Paso

 

Os vídeo games são mais uma vez apontados como influenciadores de atos violentos

 

Talvez seja difícil entender o motivo pelo qual alguém consiga promover um tiroteio em massa como o de El Paso. Contudo, para alguns políticos americanos a resposta parece ser incrivelmente fácil: vídeo games. Com essa premissa, os legisladores rapidamente decidiram ir à público na esperança de culpar jogos como Call of Duty. Logo após 20 pessoas serem assassinadas  em um Walmart em El Paso, o governador texano Dan Patrick perguntou em um programa daFox News o que o governo federal havia planejado fazer “sobre a indústria de games”.

 

No suposto manifesto do atirador de El Paso, há citação da franquia Call of Duty e muito discurso de ódio

Ainda durante o programa Fox & Friends, Patrick citou um aparente manifesto que apareceu online minutos antes do ataque em El Paso. Sendo assim, o suposto atirador teria apoiado ideologias anti-imigração ao mencionar a franquia Call of Duty.

 

“Neste manifesto que acreditamos ser do atirador, ele fala sobre viver sua fantasia de super soldado em ‘Call of Duty'”, disse Patrick. “Sempre tivemos armas. Nós sempre tivemos o mal. Mas o que mudou onde vemos essa erupção de tiro?”

 

Para Patrick, os videogames parecem ser o “denominador comum” entre os atiradores em massa. Assim como o texano, Kevin McCarthy, líder da minoria da Câmara, também apareceu na Fox News e culpou os games violentos em sua entrevista.

 

“A ideia desses vídeo games desumaniza os indivíduos a terem um jogo de atirar em indivíduos e outros”, disse McCarthy.

 

 

Vídeo games sendo bode expiatório para os verdadeiros problemas

Apesar das alegações de Patrick e McCarthy, pesquisadores da Universidade de Oxford, na Inglaterra, publicaram um estudo no início do ano que os vídeo games violentos não influenciam o comportamento agressivo dos adolescentes.

 

“Apesar do interesse no tema pelos pais e políticos, a pesquisa não demonstrou que há motivo para preocupação”, disse o professor Andrew Przybylski na época.

 

Por outro lado, enquanto ambos os políticos atribuem a culpa a jogos de tiro, o jornal The New York Time e Dan Hewitt tem outro ponto de vista. Hewitt, vice-presidente de comunicações da Associação comercial da indústria de jogos, enviou nota ao site VOX dizendo:

 

“O crime violento tem diminuído em nosso país no exato momento em que os videogames têm aumentado sua popularidade. E outras sociedades, onde os videogames são jogados com avidez, não enfrentam os níveis trágicos de violência que ocorrem nos EUA ”- disse Hewitt. “Apontar os dedos para os videogames não deve ser permitido para obscurecer outros fatores que provavelmente contribuem para tais incidentes”. 

 

Para o jornal, o suposto manifesto, intitulado “A Verdade Inconveniente“, pode ser reflexo do clima de ódio online contra imigrantes. Assim, o recente crime de El Paso parece ter sido inspirado nos ataques ocorridos na Nova Zelândia e na Califórnia. Dessa forma, ambos os casos foram motivados por ódio contra grupos minoritários e também tiveram manifestos publicados em fóruns online.

 

Portanto, a discussão sobre a violência nos games parece ter ganhado um novo capítulo. Então conta pra Trecobox: você acha que jogos como Call of Duty tem ligação com os tiroteios?

 

Comentários via Facebook

Um geólogo nascido no Rio. Apaixonado por filmes, séries, videogame. Produtor de stories no Instagram. curioso pra caramba. Não sei muito bem o que tô fazendo aqui, me convidaram porque devo ser legal, nunca saberei.

Propaganda

Canal Trecobox |

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Facebook |

Propaganda

Mais lidas

Copyright © Trecobox 2019 desenvolvido por: VISUALS