Conectar-se com

Séries

Piscou, Dançou | Nova série da Netflix se torna polêmica por trazer reality show de tortura

Publicado

Em

Piscou, Dançou | Nova série da Netflix se torna polêmica por trazer reality show de tortura

 

Reality de tortura é o novo título polêmico da Netflix

A Netflix tem aumentado nos últimos tempos seu acervo de séries originais. Uma delas é Flinch. Conhecida no Brasil como “Piscou, Dançou” a série tornou-se polêmica por trazer de maneira tragicômica o tema de tortura. Através de um reality show, os personagens desenvolvem momentos por vezes desconfortantes para o público. Além disso, o título vem sendo bastante criticado e até chamado de “tortura televisionada”.

 

 

“Hey @netflix Meu marido e eu assistimos ao trailer de Flinch e você acabou de perder dois assinantes. Eu não estou apoiando a tortura como entretenimento – que conceito repulsivo – com meus dólares. FAIL TOTAL”.

 

 

“Assistindo Flinch na Netflix, basicamente uma tortura televisionada”.

 

Mas, em contrapartida, espectadores consideraram a série com enredo inovador e viciante.

 

 

Piscou, Dançou possui 10 episódios. Cada episódio mostra a saga de oito participantes de um reality que participam de desafios, sediados em um celeiro na Irlanda do Norte. Os desafios provam a resposta nervosa do indivíduo, como a sustos por exemplo. Aquele que é reprovado, é punido com tortura. Por isso, é possível encontrar momentos de dor e sofrimento no decorrer dos episódios.

 

 

O título é apresentado por Seann Walsh, Lloyd Griffith e Desiree Burch e está presente no catálogo desde o dia 3 de maio.

O reality é produzido pela Stellify Media. A produtora inclusive contratou o artista de quadrinhos P. J. Holden para fazer um storyboard, principalmente como uma maneira de lançar os jogos visualmente

Portanto, é bom estar preparado antes de conferir Piscou, Dançou.

Comentários via Facebook

Radialista formado se especializando em direção de arte. Sagitariano, sonhador levando a vida buscando paz, amor e um lugar ao Sol. Cinéfilo, aspirante a roteirista. Aquele otaku paulistano que vê animes nas horas vagas, lê mangás no transporte público e faz cosplays pra tirar uma onda. Geek por consequência. Sucesso é uma jornada, não um destino, tenha fé na sua capacidade, esse é meu lema.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais lidas

Copyright © Trecobox 2019 desenvolvido por: VISUALS