Conectar-se com

Filmes

Entendendo Bird Box, filme da Netflix com Sandra Bullock

Publicado

Em

Entendendo Bird Box, filme da Netflix com Sandra Bullock

 

Sujeito a interpretações, Bird Box nos deixou em um clima de tensão e muitas dúvidas

 

Estreou no último dia 21 de dezembro no catálogo da Netflix o filme Bird Box. Baseado no livro homônimo, no Brasil intitulado Caixa de Pássaros, o filme, além de muita tensão, deixou boa parte dos espectadores repleto de dúvidas, coisa que uns amaram e outros odiaram.

Protagonizado por Sandra Bullock, o filme conta a história de um futuro pós-apocalíptico onde uma criatura misteriosa enlouquece as vítimas que a olham, fazendo-as se suicidar. Nesse ambiente está Malorie, que com os olhos vendados segue com duas crianças em busca de um lugar seguro.

 

Bird Box

 

Dirigido por Suzanne Bier, o elenco conta ainda com Sarah Paulson, John Malkovich e Trevante Rhodes (de Moonlight).

Dito isso, recrutamos algumas informações que podem te ajudar a entender ou acalentar suas questões a respeito de Bird Box.

 

SPOILER ALERT!!! (Este texto pode conter spoiler)

 

Sobre as criaturas

 

Durante todo o filme, vemos as pessoas fugindo atônitas das perigosas criaturas. Durante os eventos, vemos também as consequências terríveis que podem trazer o fato de sua vítima olhar diretamente para elas. Por isso, a maioria delas só saem de casa com os olhos vendados. Mas em momento algum vemos a sua forma. Essa questão pode ser esclarecida com Sandra Bullock. Durante a CCXP, no painel, a atriz revelou que “o importante não é ver como é a criatura (…) O espectador, então, coloca seu medo ali. Você imagina o que te dá medo, o que te deixaria apavorado como aquelas pessoas na tela.”

 

 

Nem Josh Malerman, autor do livro, chega a descrever a real forma da criatura. Ainda segundo Bullock, a produção, bem que tentou gravar o que de fato seria a criatura, pelo menos para a personagem Malorie. No entanto a cena foi deletada, pelo fato de sua aparência ir mais para o cômico, do que para o terror.

 

“Homem verde com um rosto horrível de bebê. Tinha uma forma de cobra e eu não quis ver até gravarmos a cena. Então me virei e a criatura está rosnando pra mim, me fazendo rir. Era apenas um bebê longo e gordo”. – Disse Bullock.

 

Em dado momento, temos desenhos do personagem Gary, interpretado pelo ator Tom Hollander. Ele é uma das poucas pessoas que afirmam ter visto a criatura e não ter se matado. Neles, a forma da criatura tem aparência bastante peculiar, o que reforçam os fatos de que as criaturas representam seu maior medo.

 

 

As pessoas ‘imunes’

 

Ainda falando de Gary, outro fato que desperta dúvidas é o fato do porquê algumas pessoas são ‘imunes’ a criatura. Este fato está constantemente relacionado ao grau de ‘insanidade’ do personagem.

 

 

Em dados momentos do filme, são citados como loucos, os prisioneiros que, ao ver a criatura, tornaram-se ‘devotos’ e maravilhados com ela, obrigando o restante das pessoas a ver a força a ‘tal beleza’.

 

“Apenas os malucos de verdade conseguem manter um trabalho? São os únicos que podem conviver em uma sociedade enquanto abriga pensamentos de assassinato e caos? Acho que Gary é um desses caras.” – Disse o autor Josh Malerman em entrevista ao Clube do Livro da Liga

 

E completou:

 

“Não tenho certeza de que há algum “imune”, mas acho que cada pessoa perde a cabeça em um ritmo diferente.”

 

Logo, nem Malerman afirma que hajam imunes, mas pessoas que reagem ‘diferente’ ao manifesto maligno da criatura.

 

Josh Malerman, autor de Bird Box.

 

Algumas perguntas não precisam de respostas…

 

Algo que pode parecer frustrante e ao mesmo tempo bastante esclarecedor, é o fato de que o autor teceu questões ao longo de sua obra original, que nem ele ainda desenvolveu respostas. Ao contrário disso, as perguntas fazem parte do enredo.

 

 

Em Caixa de Pássaros, Josh Malerman, ao invés de dar respostas para o seu ‘caos ambientado’, criou personagens que chegam a desenvolver teorias do que está acontecendo.

 

“Não acho que eu saiba mais do que eles. Obviamente as teorias do Tom parecem ser as verdadeiras. Mas às vezes as do Don também. E… inferno! As do Gary também.” – Disse ele.

 

Portanto, ao invés de buscar por respostas, verifique antes se formulou as perguntas certas. Talvez para entender a obra elas não precisem necessariamente ser respondidas.

 

 

Longe de esgotar o assunto ou dar veredito sobre o assunto, este artigo tem a intenção de elucidar suas análises sobre o filme Bird Box, que como toda obra de arte, está aberta a interpretações.

 

 

Comentários via Facebook

Radialista formado se especializando em direção de arte. Sagitariano, sonhador levando a vida buscando paz, amor e um lugar ao Sol. Cinéfilo, aspirante a roteirista. Aquele otaku paulistano que vê animes nas horas vagas, lê mangás no transporte público e faz cosplays pra tirar uma onda. Geek por consequência. Sucesso é uma jornada, não um destino, tenha fé na sua capacidade, esse é meu lema.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais lidas