Conectar-se com

Tecnologia

Xbox One | Confira emocionante trailer do novo controle para deficientes

Publicado

Em

Xbox One | Confira emocionante trailer do novo controle para deficientes

Novo Xbox Adaptive Controller traz mais acessibilidade ao console

 

A Microsoft divulgou um tocante vídeo natalino promovendo o controle Xbox Adaptive Controller. No trailer somos apresentados à Owen, um garoto de nove anos que sofre de Síndrome de Escobar, uma doença que limita sua mobilidade. Owen está prestes a terminar um jogo em sua casa utilizando o novo controle adaptivo. Enquanto isso, seu melhor amigo aparece correndo pela neve convidando outras crianças para prestigiarem a conquista. Confira o emocionante trailer abaixo:

 

 

A empresa mencionou que o desenvolvimento do controle se baseou nas premissas de dar mais acessibilidade aos consoles e PCs. Segundo a Microsoft, até a embalagem do produto seguiu tais premissas, possuindo fácil desmonte. Desta forma a empresa garante que os jogadores com mobilidade reduzida não terão problemas nem para desempacotar o controle.

 

Em tempo, o Xbox Adaptive Controller já está disponível no mercado. O controle pode ser utilizado em um Xbox One ou em qualquer PC com sistema operacional Windows.

 

E aí, o que achou da ideia? Não esqueça de deixar o seu comentário aqui embaixo. Ah! E não deixe também de divulgar a novidade!

 

Comentários via Facebook

Tatuagens e jogos eletrônicos. Duas palavras definem perfeitamente este carioca que, por sinal, não faz a menor ideia de como escrever a própria bio. Um menino metodicamente organizado, prefere o aconchego do sofá e uma boa série a uma noitada com os amigos (mas não recusa o convite). O típico garoto gordinho e viciado em vídeo game que cresceu e se tornou um adulto nerd (ainda gordinho, por sinal).Voar, hospitais e quartos escuros são seus três grandes medos. Às vezes ele os enfrenta, às vezes não (se for um quarto escuro NO hospital, pode esquecer). Faz uso excessivo dos parênteses, pois adora expressar sua opinião sobre as coisas. Afinal, quem não?

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais lidas