Conectar-se com

Artigo

História dos Quadrinhos | Era de Ouro Pt. I: Superman

Publicado

Em

História dos Quadrinhos | Era de Ouro Pt. I: Superman

Conheça a Era de Ouro da História dos Quadrinhos

 

Os quadrinhos estavam na moda, detetives e heróis de ficção cientifica cobriam as páginas de jornais e dos gibis propriamente ditos, mas, a Grande Depressão veio e, mesmo sendo um lazer relativamente acessível, o público ansiava por algo diferente do estilo Dick Tracy.

Eis que em 1938, reimaginando um conceito, Jerry Siegel e Joe Shuster, dois jovens criam o Super-Homem, aquele que mais tarde seria conhecido como a epitome do Super Herói. Servindo não só como escape para crianças como também representante da verdade, justiça e do modo de vida americano, algo extremamente importante pro público da Terra do Tio Sam.

 

Sim senhoras e senhores, Super-Homem (você verá que eu escrevo Super-Homem e Superman.

Por que? Eu li a vida toda com ambas as grafias, então, usarei as duas.

Este foi o marco inicial da Era de Ouro. Mas, antes de continuarmos essa jornada, três coisas:

1 – Super Homem NÃO FOI O PRIMEIRO SUPER SER DOS QUADRINHOS, esse titulo é do Marinheiro Popeye.

2 – Já existiam, como citado acima, seres com super habilidades, mas não unindo heroísmo, super habilidades, colante, e o “exemplo moral” ao mesmo tempo.

3 – Como também já disse, Super Homem é um conceito repaginado de Siegel e Shuster. A ideia original, lançada em um fanzine de ficção cientifica em 1933, mostrava um homem careca, com poderes telepáticos que pretende dominar o mundo.

 

 

Mas a vida, não ajudava a ideia dos amigos. Superman foi rejeitado em mais de 5 empresas diferentes, dizem alguns por causa de Russel Keaton, renomado desenhista de Buck Rogers que foi um dos primeiros desenhistas da nova versão do super heróis(substituindo Shuster), que achava o personagem infantilizado demais, julgando o personagem “invendável”(deve se revirar no túmulo igual ao pai do Carlos Alberto de Nóbrega pela decisão de sair).

Ainda bem que Jerry voltou a procurar o Amigo Shuster, e, adotando varias ideias de Keaton na versão final do personagem, finalmente vendiam o personagem para a Detective Comics Inc.

 

 

Após o lançamento, o herói que vestia as cores da bandeira estadunidense explodiu em vendas, tornando-se o personagem mais popular das HQs, causando ainda um feito inédito: a criação de uma revista com seu nome, contando apenas historias do Homem de Aço, fora outros produtos, como brinquedos, relógios, cintos, e todo o tipo de bugiganga que você pode pensar. Nenhuma revista consagrada ou nova, que tentava explorar o recém-criado filão de super heróis fazia frente ao Superman. Criando, por assim dizer, o primeiro ser de uma nova mitologia.

E ai pessoas, estão gostando? Comentem ai e ajudem a melhorar o post.

 

 

Por enquanto é isso, na próxima parte falarei de morcegos, lanternas, ciclones, deuses e a explosão super heróica.

Inté.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Propaganda
Propaganda

Review TBX

Propaganda

Mais lidas