Conectar-se com

Artigo

Liga da Justiça | O problema está no público

Publicado

Em

Liga da Justiça: O problema está no público

 

Quando a DC não pode fazer mais nada para salvar a franquia

 

Com a safra de filmes de super-heróis lançados ultimamente, surgiu também a necessidade de observá-los com um olhar mais crítico. O público passou a selecionar melhor os seus favoritos diante da grande concorrência existente no mercado. É inegável também a polaridade que se formou entre filmes da DC e da Marvel, por mais que tenham aqueles que prefiram não optar por um lado propriamente dito. Enquanto os filmes da Marvel tomaram uma tônica mais enveredada para o humor e as cores vibrantes, a DC optou por elucidar uma profundidade dramática de seus heróis e estética mais sombria.

No entanto, ultimamente os filmes da DC vem sofrendo um maior número de críticas negativas e gratuitas, por mais que se esforcem em sua produção e qualidade técnica. A bola da vez é o recém lançado Liga da Justiça.

Com isso fica evidente o principal problema da DC: o público.

 

Entenda o porquê

 

Batman vs. Superman é de longe o filme mais criticado da DC nos últimos anos.

Entre as principais críticas estava o excesso de tons escuros para dar a estética sombria, o slow-motion desnecessário de Snyder em dados momentos e o roteiro defeituoso. O clima pesado que levava o filme do começo ao fim não teria sido agradável aos olhos dos espectadores. O título tinha densidade dramática que acabou sendo impopular.

Rotten Tomatoes deu aprovação de 27% com o seguinte consenso:

 

Liga da Justiça: O problema está no público

 

“Batman v Superman: Dawn of Justice mina uma história potencialmente poderosa e alguns dos super-heróis mais icônicos da América em um turbilhão sombrio de ação impulsionada por efeitos.”

 

Entre a crítica popular veja algumas das considerações encontradas na internet:

 

Liga da Justiça: O problema está no público

 

Liga da Justiça: O problema está no público

 

Atente-se a este último:

 

Liga da Justiça: O problema está no público

 

Tempos depois tivemos a estreia de Homem-Aranha: De Volta ao Lar. Com um Peter Parker totalmente fora de cronologia e com fatos dos quadrinhos embaralhados, foram apresentados num filme demasiadamente humorado um Homem-Aranha e família extremamente jovens, um Homem de Ferro produzindo um traje para o herói sem qualquer contexto com o quadrinho (Amazing Spider-Man 529, onde Tony Stark produz um uniforme de ferro ao teioso) resultando num filme descompromissado. E não há mal nenhum nisso… Se não fossem as críticas demasiadamente positivas:

 

Liga da Justiça: O problema está no público

 

E veja como o Rotten avaliou:

 

Liga da Justiça: O problema está no público

 

Faltava então cores e diversão nos filmes da DC, não é mesmo? Vamos a segunda parte…

 

É 2017, e temos a estreia de Thor: Ragnarok

O filme novamente mostra-se extremamente colorido, sem qualquer compromisso com a história contada nos quadrinhos, excesso de cenas de humor vinda de todos os personagens, incluindo momentos onde eles precisam enfrentar a vilã. Veja as críticas:

 

Liga da Justiça: O problema está no público

 

Liga da Justiça: O problema está no público

 

E no Rotten Tomatoes…

 

Liga da Justiça: O problema está no público

 

“Emocionante, engraçado e acima de tudo divertido, Thor: Ragnarok é uma aventura cósmica colorida que estabelece um novo padrão para sua franquia – e o resto do Universo Cinematográfico Marvel.”

 

Engraçado, colorido e divertido. Essas palavras são recorrentes nas avaliações críticas dos filmes de super-heróis.

Dando ouvidos ao público, e tentando resgatar os espectadores “decepcionados” com BvS, a DC então se propõe a realizar um filme da Liga da Justiça mais colorido e bem humorado, distribuindo pequenas tiradas a heróis como Batman e Aquaman, mas focando seu alívio cômico no personagem Flash. A história possuía ação, um vilão difícil de derrotar e com isso certamente seria esperada uma crítica mais favorável. Havia os fatores divertido, colorido e engraçado. Mas pásmem! Os mesmos que deram a BvS críticas como “filme longo e sombrio demais” agora clamavam por uma versão “sem cortes” e maior cadência dramática de seus heróis:

 

Liga da Justiça: O problema está no público

 

 

Liga da Justiça no Rotten Tomatoes:

 

Liga da Justiça: O problema está no público

 

“A Liga da Justiça salta sobre uma série de filmes da DC, mas seu único limite não é suficiente para derrubar os característicos obscuros e finos e a ação caótica que continuam a atrapalhar a franquia.”

 

Dois pesos, duas medidas? Os mesmos motivos que fazem a Marvel ser exaltada fazem a DC ser rebaixada, e quando a DC apresenta profundidade, lhe é cobrada mais “colorido e humor”.

Provavelmente esta não será a primeira nem última vez que um filme da DC será criticado negativamente seja por quais motivos forem. Isso por que o público está condicionado a assistir o filme mais com os ouvidos que dão as críticas do que com o próprio olhar.

Ironicamente, o mesmo público que quer julgar criticamente, é o público que opta por um filme descompromissado, superficial, bem humorado e colorido quando vai ao cinema. Com uma lógica tão confusa quanto a crítica que se diz ao mesmo tempo especializada e duvidosa que avalia com dois pesos um material de gênero semelhante.

 

Talvez o problema da DC não esteja em si própria, mas em seu público, que cada vez se emburrece mais numa política de pão e circo.

 

Comentários via Facebook

Radialista formado se especializando em direção de arte. Sagitariano, sonhador levando a vida buscando paz, amor e um lugar ao Sol. Cinéfilo, aspirante a roteirista. Aquele otaku paulistano que vê animes nas horas vagas, lê mangás no transporte público e faz cosplays pra tirar uma onda. Geek por consequência. Sucesso é uma jornada, não um destino, tenha fé na sua capacidade, esse é meu lema.

Mais lidas

Copyright © Trecobox 2019 desenvolvido por: VISUALS