Para ler em um dia: The Wedding Eve

Aquele mangá sensível e maduro que você não pode deixar de ler.

 

Lançado no Japão em 2012 The Wedding Eve | A Véspera do Casamento & outras histórias ou Shiki no Zenjitsu no título original, é um mangá josei (voltado para o público feminino adulto), escrito e ilustrado por Hozumi. No Brasil o título foi lançado pela editora Panini Comics, por meio do selo Planet Mangá, em julho/2016.

Volume único, o mangá é uma compilação de seis contos curtos sobre o cotidiano. Contos com uma sensibilidade dramática e alguns com um toque de misticismo.
O traço é muito bonito e as ilustrações são limpas, o que deixa o mangá com um toque de simplicidade e clareza.

 

 

Sinopse: “Só nós”, o tesouro mais triste e precioso de todos. Esta é uma antologia de histórias curtas que compila além de ‘The Wedding Eve – A Véspera do Casamento”, outros cinco belos e emocionantes contos, artisticamente imbuídos de lirismo, fascínio e vivacidade.

Compõe o mangá os seguintes contos:

 

1 – A Véspera do Casamento

 

 

O conto que dá nome ao mangá pode ser um pouco confuso inicialmente, mas logo você percebe a profundidade contida nele. Dois jovens dividem o convívio as vésperas de um casamento. O rapaz parece um pouco alheio aos acontecimentos que precedem uma data tão especial para a moça, que por sua vez está ansiosa e em dúvida quanto aos preparativos do casamento. Apesar de parecer não se importar com nada daquilo, ele se mostra uma pessoa muito gentil e acaba cedendo as emoções (mesmo que timidamente) de um evento tão importante para ela. Apesar da aparente simplicidade contida aqui, o final é muito bonito e tocante.

 

2 – Reencontro com Azusa nº 2

 

 

O reencontro de um pai ausente com a sua filha de sete anos. Eles passam o dia juntos no apartamento onde ela mora, enquanto a mãe está fora a trabalho. Azusa é uma garotinha muito madura para sua idade, ela dá algumas broncas e conselhos para o pai, que aparentemente é bem desligado. Um conto que passa tranquilidade e não parece ter nada de mais até chegarmos ao final que é, sem dúvida, surpreendente.

 

3 – Irmãos Monocromáticos

 

 

O reencontro de dois irmãos gêmeos que ficaram sem ser ver por dez anos. Eles se reencontram no funeral de uma amiga do colégio, depois acabam saindo para beber e ficam recordando que ela foi o primeiro amor de ambos. Mais um final surpreendente e bem realista, uma história bem próxima do que poderia acontecer com qualquer um de nós. Muitas pessoas passam a vida guardando sentimentos para depois se lamentar. Um conto triste, mas profundamente verdadeiro.

 

4 – O Espantalho Que Sonha | Partes 1 e 2

 

Este é o conto mais longo do mangá.

Acompanhamos a história de um casal de irmãos que foram abandonados. Eles acabam criados pelos tios em uma fazenda no Kansas, onde passam por maus bocados. O irmão mais velho vira uma espécie de superprotetor em relação à irmã, ela por sua vez, acaba projetando a figura da mãe ausente no espantalho da fazenda. Conforme crescem, os caminhos de ambos vão se distanciando, até um dia voltarem a se encontrar de uma forma muito misteriosa.

Um final bonito com uma mensagem muito clara e objetiva sobre buscar a felicidade.

 

5 – O Pequeno Jardim de Outubro

 

 

A história de um escritor falido e uma garotinha que não sabemos bem quem é. Ela dá alguns conselhos pra ele, que passa os dias bebendo e sem nenhuma ideia para escrever. Os dias vão passando assim, até que algo sobrenatural acontece e dá uma reviravolta na história. Uma das mensagens finais mais bonitas de todos os contos do mangá:

Não precisa se esforçar tanto para ser amado;
Basta que você mesmo ame alguém.

 

6 – E Então…

 

 

O conto mais curtinho do mangá é sobre um gato e seu dono, que ele chama carinhosamente de “humano imbecil”, ele tem lá seus motivos. Apesar de ser o conto mais curtinho é muito bacana e também passa uma mensagem mais filosófica sobre a vida, o universo e tudo mais.

Os contos no geral são bem curtos, o que deixa a sensação de que talvez tenha faltado algo, mas ficando mais atento à arte você consegue perceber as nuances que transpassam as palavras.

Uma leitura leve, sensível e perfeita para desvendar as expressões e gestos contidos na obra.

 

 

 

Contadora (de números e histórias). Aquariana típica, meio futurista, meio démodé. Amante do universo literário e da cultura japonesa. Sempre com um livro e um mangá na bolsa, sonhando acordada a cada página virada. Apreciadora do bom e velho rock n roll. Filmes, animes, séries e um bom jogo de futebol também fazem parte dos meus dias. Acredito fielmente que feito é melhor do que perfeito.
    Sem Comentários

    POPULARES

    No canal