10 vezes no cinema – Uma homenagem à Bill Paxton

61 anos e mais de 90 trabalhos no cinema. Conheça a trajetória de Bill Paxton.

 

Assim que a TMZ deu a notícia chocante da morte de Bill Paxton, ficamos inconsolavelmente tristes com a perda de um grande ídolo “geek”. Paxton deixou sua marca em grandes filmes icônicos na sua impressionante carreira em Hollywood.

Nasceu no Texas, em 1955.  Apesar dos seus 1,8om de altura, começou com pequenos papéis no cinema, como seu personagem em “O Exterminador do Futuro”, de 1984. No entanto, Paxton não participou da sequência, pois o personagem foi morto pelo de Arnold Schwarzenegger . Também participou de “Aliens” em 1986, entretanto, adivinha? Foi morto pelo Alien. Em “O Predador 2 – A Caçada Continua”, 1990, ele também…Bem! Vocês já entenderam. Mas vamos confessar, foram mortes brilhantes e necessárias.

 

Bill Paxton “Aliens” – 1986

 

Por isso, vamos agora relembrar você das 10 vezes em que Bill Paxton foi grandioso no cinema.

 

1 – “Quando Chega a Escuridão” – Dirigido por Kathryn Bigelow

 

Bill Paxton – “Quando chega a escuridão” 1987

 

O sádico vampiro Severen (personagem de Paxton) faz parte de uma família de vampiros que assassinam pessoas, para se alimentar. Acontece que Caleb (Adrian Pasdar, protagonista), novo integrante do bando tem um problema em aceitar ser vampiro. Mistura de terror com faroeste, é um filme característico dos anos 80, com uma boa amostra do trabalho de Bill Paxton.

 

2 – Comando Imbatível – 1990. Dirigido por  Lewis Teague

 

Da esquerda para a direita, Michael Biehn, Charlie Sheen e Bill Paxton nas gravações de “Comando Imbatível” de 1990.

 

Nesse temos Charlie Sheen e Michael Biehn (aquele que fez Kyle Reese em “O Exterminador do futuro”) junto com Paxton, como um grupo super treinado da Marinha dos Estados Unidos (Navy Seals). Eles foram enviados para uma missão no Oriente Médio para resgatar uma tripulação de uma aeronave. O interessante dessa produção, foi o treinamento dos atores por duas semanas na Marinha antes das gravações.

 

3 – “Tombstone – A Justiça Está Chegando” – 1993. Dirigido por George P. Cosmatos

 

Foto usada no CArtaz Tombstone – A justiça está chegando. Bill Paxton a direita.

 

Esse filme foi uma grande produção, e não é por nada não. É simplesmente um ótimo filme. Faroeste, ação, romance e heroísmo. Paxton faz o papel do irmão de Wyatt Earp (interpretado por Kurt Russell), o Morgan (o irmão certinho). A sinopse do filme contorna Russell que tenta viver a vida tranquila e anonimamente. Mas com a chegada de um grupo de bandoleiros, a paz acaba, então cabe aos irmãos Earp e ao amigo Doc Holliday (Val Kilmer) combatê-los.

 

4 – Apollo 13 – Do desastre ao triunfo – 1995. Dirigido por Ron Howard

 

Bill Paxton a esquerda, seguido de Kevin Bacon e Tom Hanks. “Apolo 13 – Do desastre ao Triunfo”

 

A história tão bem conhecida pelo mundo tornou um sucesso de bilheteiras, além de várias indicações e prêmios da época. Apesar da super produção, o enredo pode parecer um pouco lento e fora do foco da viagem. Um elenco grandioso, começando com Tom Hanks como o piloto experiente Jim Lovell, Bill Paxton sendo Fred Haise e Kevin Bacon sendo o astronauta substituto Jack Swigert para fechar o trio. É o típico filme que não acaba nunca, mas que você quer ver até o final.

 

5 – “Twister” – 1996. Dirigido por Jan de Bont

 

Twister, “Cena da Vaca voando”

 

Esse enredo muitos conhecem, mas relembrando, conta a história de dois cientistas rivais tentando colocar um sensor no tornado e prevê-lo. Quem não lembra da cena da Pick up atravessando uma casa? Ou das duas vacas, quer dizer, a mesma vaca voando? Helen Hunt faz o papel da cientista Jo Harding e Bill Paxton sendo o outro cientista Bill Harding. O título conta também com engraçadas brigas conjugais pós separação.

 

6 – “Titanic”  – 1997. Dirigido por James Cameron

 

Cena “Titanic” 1997

 

Temos Bill Paxton na super produção como o caçador de tesouro atras da jóia “Coração  do oceano” nos destroços do Titanic. A emoção se solta com a narração da história de Rose Dawson ou Rose Dewitt Bukater (Gloria Stuart, persongem já idosa e Kate Winslet sendo a versão jovem de Rose) e Jack Dawson (Leonardo DiCaprio). O filme teve a maior arrecadação de bilheteria mundial por mais de uma década até “Avatar”, também de Cameron. Isso sem falar das premiações do Oscar e Grammy Awards.

 

7 – ” Poderoso Joe”, em 1999. Dirigido por Ron Underwood

 

Charlize Theron e Bill Praxton em “Poderoso Joe”

 

Temos Charlize Theron como uma pesquisadora (Jill Young) que preza pela segurança e bem estar do gorila “Joe”. Ao se mudarem para os Estado Unidos, depois de passarem a vida nas montanhas da África, passam por um processo de adaptação na Califórnia. Envolvido em muitas confusões e ação para escapar de ladrões que querem o Gorila, o Professor Greg O’Hara (Paxton) se junta a Jill nessa jornada para salvar Joe.

 

8 – “U-571 – A Batalha do Atlântico”, em 2000. Dirigido por Jonathan Mostow

 

U-571 – A Batalha do Atlântico. Cena Bill Paxton

 

Com a missão de encontrar uma máquina de escrever que decifra códigos alemães em plena Segunda Guerra Mundial, o tenente Andrew Tyler (Matthew McConaughey) e seu superior, o comandante Mike Dahlgren (Bill Paxton), são surpreendidos com um ataque surpresa que levam 8 tripulantes a bordo do submarino alemão U-571. Logo no começo, Paxton sai de cena, mas deixa a dica de um bom filme para o fim de semana.

 

9 – “Limite Vertical” em 2000. Dirigido por Martin Campbell

 

“Limite Vertical” – Bill Paxton

 

Paxton faz o papel chave para levar grandes escaladores ao grandioso K2, mas acaba preso em um buraco congelante. A trama segue com uma equipe de resgate para encontrar sobreviventes na montanha, sendo uma dela a irmã do protagonista. Estrelado por Robin Tunney (the Mentalist) e Chris O’Donnell.

 

10 – “No limite do Amanhã” em 2014. Dirigido por Doug Liman

 

 

O major Bill Cage ( Tom Cruise) fica preso em um ciclo do tempo, revivendo repetidamente a batalha na linha de frente. Melhorando a cada repetição com ajuda Rita Vrataski (Emily Blunt), o major tenta derrotar o inimigo e salvar o dia. Uma missão impossível praticamente. Bill Paxton é aquele cara que o faz perceber a repetição do tempo. E que cada vez dá mais vontade de socá-lo. O roteiro foi baseado em uma série de light novels escrita por Hiroshi Sakurazaka.

 

Ainda vale a dica da minissérie “Hatfields & Mccoys”, que fala sobre os 28 anos de rivalidade entre duas famílias em pleno seculo XIX. E também, a série “Big Love”, da HBO, com Paxton como protagonista atuando com suas 3 esposas na trama.

Bill Paxton teve uma carreira completa com mais de 90 trabalhos, e este só um breve resumo por onde passou nesses 61 anos de vida.

 

 

 

    

Potterhead desde os 14 anos. Uma enciclopédia ambulante de frases de filmes e amante de séries nonsense. Passo o dia sendo arquiteta, vejo cálculos onde não precisa e rostos onde ninguém vê. Não consigo ler um livro devagar e não tenho paciência para anime drama. Sou do time mangá.
    Comentário único
  • Nathy
    27 fevereiro 2017 at 16:04 -

    Deixara muitas saudades!!! T_T

  • POPULARES

    No canal